Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

domingo, 19 de abril de 2015

Angola, despedimentos massivos





Tiago T. Cepêda
Acho piada aos Portugueses que têm um discurso mais patriótico sobre Angola do que sobre o seu próprio país. Como um que falou ontem na televisão a dizer que não há Portugueses que recebam em kwanzas que tenham o salário em atraso.

Fátima Guerreiro
Como a Odebrecht está esquecendo uns quantos que mandou para casa, só do projecto Nossosuper foram demitidos mais de 20% do total dos funcionários, 15 expatriados em 55 e perto de 500 dos nacionais,todos os outros projectos também tiveram cortes, o DS foi extinto e muitos outros mandaram muitos expatriados para casa.
Pedro Pires
As empresas vão mentido, escondendo as verdades porque têm medo de represálias. Apesar da quebra, ter menos do que antes ainda é melhor do que não ter nada.

Não esquecer que as grandes empresas de construção Brasileiras também estão em maus lencóis no Brasil devido ao escandalo da Petrobras em que levaram também com muitas das suas contas congeladas por lá, impedindo isso também a saida de divisas do Brasil para Angola também....está aqui o maior problema das grandes construtoras, tais como Camargo Correia, Odebrecht, etc.

In Facebook



Enviar um comentário