Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Mais um aniversário que consumiu apenas 35 milhões de USD






Lisboa -  As festividades  do  aniversario natalício do Presidente da República, José Eduardo dos Santos terão custado aos cofres do Estado angolano  mais  de 35 milhões de dólares, segundo cálculos de um “assessement” sobre o tema.

Fonte: Club-k.net 

Ministério da Cultura gastou  6 milhões de dólares
Os cálculos foram baseados pelo volume de actividades culturais que se desdobraram por todo o país com vista a celebrar a data natalícia. 
Para assinalar a data, as autoridades, na pessoa do Ministério da Cultura fizeram também coincidir com o Fenacult, na qual foram convidadas personalidades como  a ex-representante especial do SG da ONU em Angola, Magareth Anstee, o ex-Presidente da Nigéria, Olesegun Obasanjo e o ex-Presidente da Namíbia, Sam Nujoma. 
Os mesmos foram convidados para falar sobre a dimensão cultural do Presidente José Eduardo dos Santos.  Para esta investida, o Estado angolano segundo anuncio da Ministra da Cultura em Maio passado, disponibilizou   USD 6 milhões e  558.220 mil dólares.
“O valor aprovado e cedido é insuficiente e não satisfaz todas as necessidades. Todas as direcções provinciais aguardam o nosso apoio, para garantirem a efectivação dos programas locais”, referiu a ministra, na altura acrescentando que este é um acontecimento de afirmação da defesa e promoção dos valores culturais e da dignidade das manifestações artísticas.
 Gastos extras
Em Julho passado, a Ministra  da Cultura,  através do Despacho n.º 1436/14 subdelegou competência a  Secretária Geral deste Ministério, Luzia Júlio João para assinar o Contrato de prestação de serviços de consultoria, gestão de conteúdos e produção de espetáculos de abertura e encerramento do Festival Nacional de Cultura — FENACULT 2014, no valor equivalente em Kwanzas a USD 1.200.000,00.
Através de um outro Despacho n.º 1439/14,  a governante mandou assinar o Contrato de Prestação de Serviços, celebrado entre este Ministério e Alexey Shakito, de nacionalidade portuguesa, no âmbito da preparação do mesmo evento 
Realizações desportivas
Foi realizado o  torneio internacional  da modalidade hóquei em patins  “troféu Zédu, que visou  saudar o 72ª aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, assinalado no dia 28 de Agosto.  A competição  custou 1 milhão e 500 mil dólares norte-americanos. Em  conferência de imprensa realizada em Julho passado, o  vice-presidente da Federação Angolana de Hóquei em Patins (FAP), Pedro Azevedo, assegurou que o valor é proveniente do Orçamento Geral do Estado (OGE) e que iria  servir às despesas da prova.
Realizou-se a primeira edição do torneio de basquetebol sénior masculino "arquitecto da paz", anunciado como alusivo ao  72º aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.  Estima-se que o orçamento desta competição seja equiparado ao da congénere  de Hóquei em Patins. 
Actividades a nível dos ministérios e nos  quartéis dos  militares
No dia  15 de Agosto,  o Ministério da Defesa realizou as chamadas  jornadas alusivas ao aniversário do Arquitecto da Paz que  teve lugar no Quartel-General do Estado-Maior do Exército, prosseguida por uma palestra com o tema “Empenho do Presidente e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas na Pacificação dos Países dos Grandes Lagos”. 
Estima-se que somente para a actividade deste dia, o Ministério tenha gasto mais de 600 mil dólares, a contar  com as despesas de logística (refeição oferecida aos presentes). Para além deste acto, foram realizadas em quase todos os quartéis militares actividades de festejo pelo aniversario do comandante em chefe.
O Ministério dos Transportes por exemplo encomendou cartazes auto-colante com dizeres de felicitação ao PR, que mandou colocar nos carris dos comboios.
Actividades promovidas pelas Embaixadas
Por esta altura do ano, as embaixadas angolanas juntam-se também ao acto celebração da data em questão com actividades culturais convidando músicos em Luanda que se deslocam ao exterior propositadamente.
A Embaixada de Angola na África do Sul anunciou a realização de uma palestra “dirigida à comunidade angolana e consta das actividades alusivas ao 72º aniversário do Chefe de Estado”.
No dia 28 de Agosto, a embaixada de Angola em Portugal organizou uma actividade (festa para a comunidade) com fundos do Estado que decorreu no auditório 2 da fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. O músico Bonga e a cantora França foram um dos convidados.
Atividades nas províncias
Na província do Huambo, o executivo de Kundi Paihama  criou uma comissão organizadora das actividades alusivas a data que teve como coordenador-adjunto o  director da Juventude e Desportos na província do Huambo, Carlos Graça.  O Governo do Huambo exortou a população a participar massivamente nas actividade alusivas ao 72º aniversário do PR, em gesto de reconhecimento pelo seu empenho na manutenção da paz, reconciliação nacional e resolução os problemas sociais do cidadãos.
Na província do Bié, o governo realizou uma  jornada alusiva ao 72º aniversário do PR,  orientada pelo vice-governador para área política e social, Carlos Ulombe da Silva. A mesma foi preenchida com diversas actividades política, social, cultural e desportiva, com destaque para palestras sobre "A vida e obra do Estadista Angolano, papel do Presidente da República no desenvolvimento e expansão do ensino universitário no país".
O Governo de Benguela através da administração do  município da Ganda e Cubal realizou   jornadas em alusão a efeméride  bem como actividades desportivas e culturais.
Na província do Kuando Kubango, o governo provincial realizou também uma jornada alusiva a data na qual foram convidados oradores provenientes  de Luanda.  
Cerimónia oficial na cidade alta
Foi também realizado, no dia 28 de Agosto no  Salão Nobre do Palácio Presidencial  um acto em sua homenagem, onde o vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, no seu discurso, destacou os feitos do estadista angolano. Esta iniciativa foi seguida por uma festa de arromba realizada no parque heróis de  chaves que pode ter custado mais  de um milhão de dólares (alimentação  para os mais de 500 convidados,  bebidas, cache para os músicos e gastos da logisitica de movimentação dos soldados da UGP que saíram as ruas).
Considerações
A data de aniversario de um Presidente, conforme considerações  de críticos do regime, deveria ser um acto privado com a  sua família ou com  o  seu partido ou da   associação/fundação  a que pertence.
Exceptuando aos países de sistema ditatorial, Angola deverá ser um dos poucos onde a data de aniversario do Presidente é festejada com fundos do erário público.
Em países, em cujo a transparência da gestão publica, se faz valer,  a Procuradoria da República seria encorajada a actuar e o Presidente da República  obrigado  a devolver aos cofres de Estado,  os fundos que os ministérios e governos provinciais gastaram para festejar o seu aniversario.
JES denota não ser estranho a estes gastos, razão pela qual os seus críticos acusam-lhe de  ser  o promotor e de encorajar estas iniciativas de transformação da sua data de aniversario em actividade de Estado. Por ocasião da celebração da data no parque heróis  de chaves, o estadista  proferiu um discurso em que não só destacou como agradeceu todas iniciativas culturais e desportivas que se realizaram  por todo país, em torno da data do seu aniversario.




Enviar um comentário