sábado, 10 de novembro de 2012

DCIAP investiga indícios de crimes económicos que envolvem três altos dirigentes angolanos


Suspeitas de fraude fiscal e branqueamento de capitais levaram o Ministério Público a avançar com uma investigação contra três altos dirigentes angolanos.

O jornal Expresso adianta que o DCIAP abriu um inquérito crime para investigar eventuais crimes de natureza económica que envolvem Manuel Vicente, vice-presidente de Angola e ex-número um da petrolífera Sonangol, o general Helder Vieira Dias, ministro de Estado e chefe da segurança do presidente Eduardo dos Santos e também Leopoldino Nascimento, consultor do ministro de Estado.

Ainda de acordo com o Expresso, nenhum dos três é arguido ou foi ouvido no processo visto que ainda está em fase inicial.

Os negócios ilícitos foram denunciados pelo jornalista Rafael Marques, testemunha do processo, e que já tinha apresentado as mesmas denúncias na Procuradoria Geral de Angola.

Enviar um comentário