Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Bloco Democrático alerta povo angolano para julgamento injusto de membros do protectorado da Lunda Thokwe,


amanhã (23 de agosto)
Comunicado:
Adão Ramos: +244 923 300 144
O Bloco Democrático (BD) tomou conhecimento com profunda revolta e tristeza de que o julgamento de membros do Movimento do Protectorado Lunda Tchokwe, vai acontecer já amanhã e segundo os mesmos, tal acontece sem o devido direito à justiça. Serão julgados sem advogados de defesa! A tal acontecer, este julgamento será uma profunda Injustiça e, violação grave aos direitos humanos!

O Bloco Democrático exige que os acusados tenham advogados de defesa por si escolhidos!

Os irmãos em causa são no total 10. Segundo o documento divulgado, os injustiçados só terão recebido pronúncia de acusação a 12 de Fevereiro, isto é depois de 2 anos (2010-2012) de terem sido alvo de acusação de crimes contra a segurança de Estado "por terem reivindicado o direito legitimo, historico natural da Nação Lunda Tchokwe a AUTONOMIA", explica o documento.

Entretanto, outros (4) membros, encontram-se a cumprir prisão na cadeia da Kakanda Lunda-Norte. Os seus nomes: Domingos Henrique, José Muteba, António Silva Malendeca e Sebastião Lumani. Os irmãos já cumpriram sentenças, mas até hoje continuam presos sem nenhuma justificação. Exigimos Injustiça!

O Bloco Democrático apela aos profissionais de justiça envolvidos neste caso para que sejam verdadeiramente imparciais e defensores da lei. Onde está a ética e o respeito pela lei? Onde está o direito à justa defesa legal inscrito na Constituição? Este julgamento nestas condições constitui uma grave violação à Constituição de Angola! A Lei é para todos!

Estes irmãos resistem heróicamente a profundas injustiças, o BD apela por isso a todo o povo angolano a ser solidário, apelamos às ONGs, Associações, Movimentos de Jovens, Sindicatos, apelamos aos jornalistas e aos órgãos de comunicação a darem total destaque a este caso pois o sofrimento de nenhum angolano pode ser em solidão, vamos todos ser solidários, divulguem esta informação! Queremos justiça!

Todos que possam, marquem presença amanhã pelas 9 horas no Palácio Dona Ana Joaquina Tribunal Provincial de Luanda, 3.ª Secção dos Crimes Comuns. O Palácio fica na cidade baixa, perto do Ministérios das Relações Exteriores, perto da antiga Robert Hudson, à descida do hotel Epic Sana, perto da rua da Fundação Dr. Agostinho Neto. Venha em cidadania, hoje por eles, amanhã por você.
Pergunte ao povo na área onde fica o Palácio Dona Ana Joaquina.

Aos órgãos de informação, jornalistas e todos aqueles que desejem entrar em contacto com a "Comissão do Manifesto Jurídico Sociológico do Protectorado da Lunda Tchokwe", poderão fazê-lo pelos seguintes:
00 244 937 484 098
protectorado.lunda@gmail.com
www.protectoradodalunda.blogspot.com

Luanda, aos 22 de Agosto de 2013

LIBERDADE, MODERNIDADE, CIDADANIA


Sede Nacional: Rua Cónego Manuel das Neves, 102, 5º andar, 14. Telefone: 222 407 198
                              

Enviar um comentário