Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Cidadão de nacionalidade portuguesa morto por marginais em Viana


Elementos por identificar assassinaram terça-feira, 03/12, nas imediações do cemitério municipal de Viana um cidadão de nacionalidade portuguesa.
Segundo a Sub-inspectora, Brígida Cruz, do Comando Provincial da Polícia de Luanda, o caso ocorreu por volta das 20 horas e os marginais pretendiam extorquir valores a vítima.
O facto ocorreu quando o mesmo dirigia-se a sua viatura, onde foi abordado por dois elementos ainda não identificados, que solicitaram valores monetários, ao negar, foi desferido de forma brutal com um golpe no abdómen”, informou.
De acordo com a Sub-inspectora, o mesmo ainda foi levado para a Clínica Dádiva em Viana onde veio a sucumbir momentos depois.
“As diligências prosseguem para a captura dos autores do crime e o esclarecimento do mesmo”, assegurou. (rna.ao)
http://www.portaldeangola.com
Enviar um comentário