Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

terça-feira, 27 de maio de 2014

18.52 horas. A manifestação do dia 27 de Maio em Luanda



Noticiário do Facebook

Central Angola
ATUALIDADE LARGO PRIMEIRO DE MAIO:
LISTA DE DETIDOS
1 - Nito Alves
2 - Raul Mandela
3 - Pedrowski Teca
4 - Adolfo Campos
5 - McLife Bunga
6 - Abrão Cativa
7 - Agostinho Pensador
8 - Serrote Simão (Jornalista)
9 - Emiliano Catombela
ADICIONAMOS MAIS UM DETIDO:
10 - António Camilo
E outos 9 + 2 que acabam de ser detidos a instantes.
NÚMERO DE DETIDOS SOBE PARA 20 MANIFESTANTES.
11 Detidos continuam não identificados. Não sabemos até ao momento em esquadra foram levados.
Disparou-se uma bomba de gás lacrimogênio dentro do carro cela com os manifestantes lá dentro. Não sabemos o que pode vir a acontecer aos manos.
Esta é a ação desta nossa CRIMINOSA Polícia Nacional de Angola.
RELATO DE UM TRASEUNTE NO LARGO:
"Por causa de um blusão preto estilo Mamadu, que eu pus, fui interpelado pela policia e interrogado sobre o que eu estava a fazer no largo da independência. Hoje completa 2 ano do desaparecimento de Isaías Cassule e Alves Kamolingue. Desde 27/05/2012 ate hoje ninguê sabe o paradeiro deles e por protesto desta situação havera manifestação manifestação lá no largo da independência. E eu fui confundido como manifestante por causa da indumentaria acima supracitado. Só mesmo em Angola que as pessoas ñ circulam a-vontade Acredia." Da Cor Do Bono

O MPLA através do aparelho do estado que tem como função principal promover a ordem e segurança para a população, continua a proceder cegamente com repressão ou violência em resposta à levantamentos de pequenos grupos de jovens que visam tão somente exigir a reposição dos direitos civis ordinários num estado democrático e de direito.
Ameaças verbais e variadíssimas formas de intimidação, tentativas de suborno, agressões, perseguições, tudo isso por uma simples concentração "efémera" de jovens que gostariam ver materializados os direitos escritos na Constituição da Republica.

"fui pego pela polícia depois de terem levado o grupo onde está o Nito e os outros e me encontro em um carro totalmente fixado não sei qual será o meu destino localiza a minha família por favor 923246931 é o número do meu pai Joaquim Mateus é o meu nome"

Ultima Hora
JES – manda abandonar os jovens manifestantes na província do Kwanza Sul.



Enviar um comentário