Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Português morto em Luanda em assalto violento



Homem espancado e esfaqueado
Um português de 48 anos morreu em Viana, nos arredores de Luanda, depois ter sido espancado e esfaqueado durante um assalto que envolveu seis elementos, indicou esta terça-feira fonte oficial do Comando Provincial da Polícia Nacional angolana.

www.tvi24.iol.p

De acordo com o porta-voz daquele comando, citado pela agência de notícias angolana Angop, o crime ocorreu no domingo no bairro de Luanda Sul depois de seis assaltantes terem abordado a vítima e a sua namorada, que se encontravam a conversar na rua, tendo roubado os telemóveis.

Durante o assalto, o português, com um canivete, «conseguiu libertar a namorada, e foi depois agredido mortalmente pelos marginais, com um ferro e uma faca», explicou o porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, Mateus Rodrigues.

Segundo aquele oficial, a polícia já deteve os suspeitos do crime, que integravam um grupo, também desmantelado, envolvido em assaltos na via pública e residências no município de Viana, em Luanda.
Enviar um comentário