quarta-feira, 30 de abril de 2014

o pai do zecutivo proibiu-me de entrar no face e mandou eliminar a minha página à frente dele.




Ontem um parente disse que não viu o aviso do irmão que está internado em uma das clínicas de Luanda, isso no meio de uma conversa, porque no serviço não é possível acessar as redes sociais... E, eu perguntei, em que instituição era, e lá o meu parente disse: BCI. Não é o primeiro caso, uns dizem que os funcionários perdem muito tempo nas redes, mas eu garanto que das redes saca-se muita informação, e estamos sempre bem informados. Adiante, cruzei há dias com uma "parenta" cujo local habitué de encontro era aqui, no face, como ela anda sumida dessas bandas, foi das primeiras questões a colocar: então sobrinha andas sumida. Ela atira: o pai- do zecutivo, proibiu-me de entrar no face, e mandou eliminar a minha página à frente dele. Agora só estou no Instragran... E, eu: até ver, né? O estranho é que todos os dias, entra um novo membro do zecutivo no face... Qual é o medo afinal? Tchau, bazei
Ana Margoso. Facebook
Enviar um comentário