Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Secretismo obscurece e trama Samakuva após encontro com JES



Ninguém sabe o que se passou na cidade alta quando o dono da cidade alta recebeu o seu aliado de regime Isaías Samakuva em privado!
Samakuva já completamente desgastado pelo excesso de tempo afrente dos destinos do Galo Negro, começa a dar sinais de envelhecimento derivado ao desgaste provocado pelo longo período de permanência na presidência do partido!
Esta situação faz com que Isaías Samakuva não tenha ainda percebido que chegará a hora de fazer diferente e melhor que o ditador, e sair do poleiro pela porta da frente.
O QUE FOI DISCUTIDO DE RELEVANTE FOI DISCUTIDO NO ENCONTRO ENTRE O CHEFE DA DITADURA E O SEU PARCEIRO DE REGIME ISAÍAS N'GOLO SAMAKUVA?
A pergunta que corre por toda parte dentro e fora do país é unanime; afinal o que foi fazer o líder da UNITA a casa de mando da republica do pai banana? O que estaria na origem que levou o líder vitalício da UNITA a visitar o seu amigo no seu palácio privado?
Ou melhor, o que estaria na base de tanto secretismo relacionado com o encontro quase as escondidas que manteve com o ditador angolano seu parceiro de regime?
Segundo mentes mais abertas da sociedade civil que acompanham a longo tempo a dinâmica do presidente da republica, afirmam que talvez o líder do galo negro tenha ido à cidade alta acertar a qualidade e a quantidade percentual que obterá na próxima fraude nas eleições autárquicas que se realizarão eventualmente em 2014 ou em 2015!
De uma maneira ou de outra, o que toda a sociedade politica independente não entendeu e a levou a ficar com a pulga na orelha é intrigante razão que levou o presidente da UNITA a embrulhar-se numa trama tão embaraçante e perigosa ao visitar o covil do lobo, sem razão nenhuma aparente e, sobretudo por ter sido recebido pelo presidente da ditadura sem que nenhum anúncio sobre o facto fosse revelado!
O presidente do maior partido da oposição terá de ter em conta, que não esta sozinha na oposição em Angola, todo cidadão desejaria estar informado sobre o encontro, e isso teria de ser feito sem tabus e sem suspense, mentira e sem omitir nada sobre o que foi dizer e/ou ouviu do ditador.
A curiosidade pariu na mente fotográfica dos populares uma imagem negativa sobre a credibilidade de Isaías Samakuva, agora todos querem conhecer, em que condições o líder do maior partido da oposição foi recebido pelo seu presidente e parceiro no fortalecimento da ditadura!
Pior que tudo isso é o silencio que se faz sentir nas hostes da UNITA, no que toca da parte do regime, nota-se que a casa de segurança militarizada do presidente da republica está a morrer de contente por ter conseguido ensombrar definitivamente a credibilidade do líder da UNITA com esse encontro quase secreto.
Toda imprensa nacional e externa e o povo em geral, só tomou conhecimento do encontro após Isaías Samakuva ter saído do encontro e veio a terreiro dizer nada sobre nada do que havia conversado com o seu parceiro de regime.
SAMAKUVA QUEBROU A POUCA CONFIANÇA QUE HAVIA ENTRE A UNITA E A SOCIEDADE POLITICA ATIVA EXTRAPARTIDARISTA.
Isaías Samakuva foi promiscuo por ter aceitado encontrar-se com um presidente eleito fraudulentamente. Primeiro por não ter aceitado na altura o resultado das eleições fraudulentas, que acabaram por catapultar novamente JES para o poder!
Por outro lado, Samakuva e o seu partido não participaram na cerimónia de investidura do tirano como forma de reivindicar os resultados eleitorais pela terceira vez fraudados pela casa de segurança militarizada, ou estariam apenas a representar?
Samakuva falhou foi deveras sarcástico por não participar nem partilhar o resultado do encontro tido à revelia do povo que o elegeu líder maior da oposição.
I Samakuva quebrou a pouca confiança que existia entre a sociedade politica, civil e cívica ativa e a toda militância da organização politica que infelizmente está a leva-la ao suicídio.
Sempre que existiram controvérsias em torno de qualquer situação politica adversa e/ou conturbada no nosso país, Samakuva e a UNITA habituaram-nos as suas frequentes conferências de imprensa, para ali esgrimir e explicar os pontos divergentes que eventualmente poderiam divergir com o pensamento politico do regime claudicante e a sua organização politica.
Mesmo quando existiram inegáveis atropelos a liberdade que resultaram muitas vezes em assassinatos de membros da sociedade civil em geral e em particular de militantes seus idênticos ao que aconteceu com o caso de Cassule e Kamulingue, a UNITA sempre se pautou em esclarecer tudo em múltiplas conferencias de imprensa promovida nas inúmeras unidades hoteleiras, que felizmente o país possui para informar o que de facto estava a acontecer.
O QUE LEVOU A UNITA E O SEU LÍDER A QUEBRAR ESSA PRATICA DEMOCRATICAMENTE ACEITE POR UNANIMIDADE NO SEIO DA SOCIEDADE POLITICA! AFINAL O QUE ESTÁ POR TRAZ DESSE ENCONTRO PRECIPITADAMENTE ORQUESTRADO ENTRE OS DOIS PARCEIROS DE REGIME TOTALITARISTA?
Esse encontro extraordinário marcou de modo sinuoso os esforços das oposições buscar consensos e minou de sobremaneira a confiança de si já fraquíssima entre as oposições que se encontram hoje completamente desencontradas.
A maneira como aconteceu esse encontro, e o segredo que paira sobre o mesmo, quebrou toda e qualquer sintonia entre as oposições e a anuência dessa situação é totalmente do partido de Samakuva.
Hoje a aceitação e a credibilidade entre a UNITA de Samakuva e a intelectualidade nacional e a sociedade civil e cívica ativa, assim como em toda a sociedade politica partidária nacional situa-se em zero vírgula zero por cento (0,0%) por exclusão de culpas da parte dos demais partidos da oposição com acento e/ou sem acento no parlamento da discórdia nacional.
O país obteve oficialmente da UNITA um curtíssimo comentário informativo imitido pelo secretario da informação e das relações internacionais da UNITA, onde deu a conhecer com inusitada leviandade e leveza encontradas nas palavras disformes apresentadas.
Alcides Sakala falou tanto sem nunca descrever as razões objetivas que levaram ao secretismo desse encontro acorrido entre o ditador e o candidato I Samakuva!
O próprio site da UNITA nada traz de substancial acerca desse desencontrado encontro entre dois atores comediantes da nossa praça politica, Sakala frisou apenas que, assuntos relacionados com a angola profunda foram à principal preocupação levada à reunião entre JES e o líder do galo negro!
QUAL FOI A ANGOLA PROFUNDA QUE DESTA VEZ FOI TRAMADA PELOS DOIS PARCEIROS DE REGIME?
Afinal que tipo preocupação e de que Angola profunda foi levada discussão junto do ditador pelo guardião do secretismo Samakuva que JES não soubesse já?
Por acaso o presidente Samakuva trabalha para o ditador para decidir fechar negociações sem consultar a sua base eleitoral e o povo que votou na UNITA?
Qual a razão que levou a UNITA a fechar a sete chaves o verdadeiro motivo do encontro e manter em segredo o que resultou desse encontro?
O que de facto foi verdadeiramente tratado nesse tenebroso e desconfiante encontro entre as duas comadres que fingiam estar distanciadas e de costas viradas para tão de repente decidirem encontrar-se e amarem-se uma a outra longe dos holofotes?
ISAÍAS SAMAKUVA E A SUA UNITA TEM DE PERCEBER QUE NÃO SÃO O TODO DA OPOSIÇÃO ANGOLANA, E MUITO MENOS REPRESENTE A MAIORIA DE TODA A OPOSIÇÃO PARTICIPATIVA DO PAÍS.
QUERO LEMBRAR O MEU KAMBA DE LONGA DATA SAMAKUVA, QUE O DITADOR E A CASA DE SEGURANÇA MILITARIZADA NÃO PODEM NEM TÊM CACIFO PARA COMPRAR CONSCIÊNCIA DE TODOS ANGOLANOS!
O presidente da UNITA e eu somos amigos de longa data, somam já mais de vinte e cinco anos que somos bons amigos, e amigo não é aquele que nos bate nas costas, mas sim aquele que diz frontalmente na cara a verdade do que de errado se passa no âmbito das suas atribuições politicamente falando.
Essa é a minha maneira grata de contribuir com gratidão e demonstrar minha extremosa amizade por aqueles que prezo ser amigo e que representam mais que o simples cumprimento ou aperto de mão.
Vistas as coisas por esse prisma, quero informar ao líder da UNITA o seguinte: É pena, mas é pura verdade que infelizmente o presidente de Angola e do meu partido, pode sim comprar muita coisa e muitas gente com as somas avultadas roubadas do nosso erário publico.
Porem reserva-me ao direito de informar taxativamente o presidente da UNITA, que apesar de muita gente ser comprada pelo regime para estes realizarem o trabalho sujo denigrindo o caráter firme e honesto de muitos bons nacionalistas.
Ainda assim, o ditador e seus comparsas acoitados no interior da casa de segurança militar situada na cidade alta, não estão em condições nem pode de modo algum comprar tudo e todos, porque existem pessoas nascidas em Angola que não têm preço para que sejam compradas, por serem pessoas com caráter forjado na luta de libertação, e, que venceram financeiramente em negócios realizados com honestidade em outras paragens do planeta, e por isso, são invendíveis, ou seja, não são de maneira alguma compráveis.
A UNITA É UM GRANDE PARTIDO, MAS ESTÁ MUITO MAL ACONSELHADA, OU TEM FALTA DE CONSELHEIROS A ALTURA DAS NECESSIDADES PREMENTES DO PARTIDO COM UMA VISÃO DOCUMENTADA COM A VERDADE POLITICA NACIONAL.
A UNITA não está nesse momento a trilhar um bom caminho, ela precisa diluir-se urgente no seio da sociedade civil para que seja aceite pela sociedade angolana no seu todo.
Até os dias de hoje, a Unita não tem marcado a diferença no xadrez politico nacional, aliás, nenhum dos partidos com assento parlamentar hoje goza da simpatia incondicional do povo votante, todos eles estão abaixo das expectativas do que verdadeiramente o povo esperava deles.
Mas a UNITA tem claudicado tremendamente, mas desta vez atropelou tudo e todos ao prescindir dos maiores objetivos, a UNITA desta vez frustrou muito profundamente o sonho de muitos angolanos que nela votaram incondicionalmente nela como alternativa para que o país encontra-se outra via de desenvolvimento.
O país politico e social está à deriva do jeito como o ditador desejava. JES apunhalou e desacreditou profundamente a UNITA perante toda a sociedade, uma vez mais a UNITA titubeou ao permitir que o seu mais ilustre militante se encontrasse secretamente com inquilino vitalício da cidade alta sem antes manifestar tal intenção.
QUANDO É QUE A UNITA VAI TER OLHOS DE VER E PERCEBER QUE NÃO ESTÁ ENM CONDIÇÕES PARA CAMINHAR ORGULHOSAMENTE SÓ!
Nada disso foi feito, e pior que tudo, foi vermos um líder sair de um encontro completamente conformado com o que ouviu e viu e ainda por cima ficou contente por ter sido recebido pelo presidente imortal JES!
Samakuva teria ido à cidade alta receber eventualmente orientações do seu sócio JES que estejam relacionadas com a viagem que este realizará no dia 29 de Abril a França?
A UNITA NÃO PERTENCE MAIS A SAMAKUVA NEM AS GENTES DO SUL DE ANGOLA! A UNITA SE QUER CHEGAR A ALGUM LUGAR TERÁ DE MUDAR DE ESTRATEGIA E PERCEBER QUE O PODER EM ANGOLA JOGA-SE EM LUANDA. A UNITA TERÁ QUE TER MUITA ATENÇÃO COM SEU ESTILO TIPO SERVILISTA DE FAZER POLITICA OBEDECENDO AO CHAMADO DO DITADOR.
UNITA NÃO PODE ESTAR CONDICIONADA PARA SATISFAZER OS CAPRICHOS DELIRANTES DO ARQUE INIMIGO DOS ANGOLANOS.
Isaías Samakuva tem de perceber que para chegar à quantidade de deputados que possui no parlamento resultante da fraude eleitoral de 2011, foi graças aos votos conseguidos maioritariamente dos populares que estão em rota de colisão com MPLA e, sobretudo pelos votos dos independentes que não desejariam ver nunca mais o ditador e sua família no comando dos destinos do nosso país.
Ora essas pessoas precisam e exigem mais respeito e melhor acolhimento no centro das decisões a serem tomadas pela UNITA e pelo seu presidente.
Nos evasivos pronunciamentos da liderança da UNITA e nas desconcertantes atitudes extasiantes tomadas à revelia afastaram de sobremaneira a UNITA dos populares e não só.
A UNITA precisa estar atenta em futuras incursões junto do inclino da cidade alta, pois o povo e toda a sociedade civil ativa esperam e agradece que todas as démarches futuras sejam levadas em conta a vontade de toda oposição e o povo em geral.
Angola não quer nunca mais conviver com segredos situacionistas como aqueles que infelizmente existiram no passado recente nas vergonhosas reuniões vagabundas chamadas de reconciliação nacional!
A DIREÇÃO DE SAMAKUVA NÃO TEM CREDIBILIDADE SUFICIENTE PARA CONTINUAR A COMANDAR A UNITA. PARA BEM DO PARTIDO UNITA, FAZ-SE NECESSÁRIO A CONVOCAÇÃO URGENTEMENTE DE UM CONGRESSO PARA DECIDIR O FUTURO DA UNITA E DE ISAÍAS SAMAKUVA.
Agora um conselho pessoal ao presidente da UNITA. Peço ao meu caro amigo Sam, que não faça feio igual ao seu parceiro de ditadura JES!
Mude o foco da sua atividade politica, congele sua ambição de continuar na presidência do partido que dirige, saia em quanto pode pela porta da frente, não se envaideça nem tente jamais perpetuar-se no poleiro da presidência da UNITA, pois mais lá para afrente, o preço a pagar pela sua organização será tremendamente avultado.
Meu amigo o povo não deseja que a UNITA sucumba por sua causa, ninguém mais em Angola suportaria outro ditador em formação. Saia enquanto ainda lhe resta algum respeito, vá-se embora, saia com urgência do lugar de presidente vitalício da UNITA!
Seja coerente e deixe o dê oportunidade a outros valentes da UNITA como o general NUMA dentre outros bons quadros que a UNITA formou e possui nas suas fileiras. Permita que outros quadros venham dirigir o partido com outro formato, e, que sejam mais contundentes nos seus posicionamentos políticos.
O presidente Samakuva está em condições mais que privilegiadas de se tornar o ancião conselheiro principal de qualquer quadro que venha a conduzir os destinos da UNITA e se necessário for, voltar à presidência do partido para sanar qualquer situação que perigue a UNITA descambar como grande partido.
É preciso direcionar corajosamente a UNITA para outro mais elevado patamar da alta politica para tira-la do encurralamento em que foi colocada.
Permita outros quadros do seu partido fazer mais e melhor para marcar a diferença e levar o grande partido que é a UNITA a um mais direto confronto politico, mais acutilante e eficiente baseado na coragem e na diferença para tirar o partido que o senhor comanda da vulgar e continuada monotonia habitual em que está votado.
Por : Raul Diniz /angola-connection.net

Enviar um comentário