Luanda, 13 de Abril 2014. A câmara de gás continua! Há 9 dias e noites que o banco millennium nos gaseia. SOS UNICEF, CRIANÇAS NA MORTE! O monstro gerador do banco millennium, na rua rei Katyavala, mata com o fumo e o barulho. Dormir não! Pobres crianças, e idosos, que precocemente morrerão cancerosos, vítimas do neocolonialismo. Este petróleo por onde passa deixa um cortejo de cadáveres. Quem promove tumultos, o descalabro social e manifestações de rua? Quem é?! E o terreno foi espoliado.

sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Carolina Cerqueira alvo de chantagem por parte do "Continente"



Luanda - A Ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira (CC) está a ser objecto de um ataque directo por parte do semanário “Continente” afecto ao empresário Henrique Miguel (Riquinho) com a utilização de recursos muito pouco ortodoxos para quem está no jornalismo de boa fé e respeita o mínimo em matéria de deontologia.


* Carlos Morais Fonte: Club-k.net

Intenções de manchar o nome da Ministra
Com efeito, o gabinete de CC foi contactado recentemente por um representante do referido semanário com o propósito de negociar com a governante a chamada “proposta indecente”. A referida “proposta” tinha a ver com a não publicação de uma carta ofensiva contra a Ministra, que o Continente tem em mãos, a troco de dinheiro, mais exactamente de 9 mil dólares norte-americanos.

A carta não assinada contém várias acusações graves, envolvendo Carolina Cerqueira em actividades supostamente menos dignificantes para o cargo que ocupa actualmente, numa clara acção de chantagem, ao que se comenta, urdida pelo próprio jornal do Riquinho. Por razões óbvias, a resposta do gabinete da Ministra só podia ter sido uma, pelo que, em princípio, o Continente deverá publicar, conforme ameaçou o próprio Riquinho, o conteúdo da carta na sua edição deste fim-de-semana.

A não ser, que os conselhos legais que o empresário recebeu nas últimas 24 horas, tenham surtido algum efeito sobre a sua conhecida teimosa e agressiva personalidade. Riquinho não esconde em público toda a sua frustração pelo “tratamento ingrato” que, alegadamente, lhe estará a ser dispensado pelo MPLA, partido em que diz militar, pelo que esta sua intenção parece configurar um acto de pura vingança.

Uma outra peça importante desta engrenagem é Gaspar Santos, um antigo colaborador muito íntimo de Manuel Rabelais (MR), que tem estado a contactar directamente alguns órgãos de informação com o propósito de convencê-los a publicar a carta.

Gaspar Santos, que continua ligado à RNA, também não tem escondido as suas intenções de tudo fazer para manchar o nome da Ministra, sendo-lhe mesmo atribuída a autoria da ofensiva carta, no âmbito de uma acção mais vasta e mais concertada com todos os antigos colaboradores de MR visando o derrube de Carolina Cerqueira.

Sem comentários: