27Out14. Salvem ao menos as criancinhas!Há 3 dias que o banco millennium na rua rei Katyavala, em Luanda, tem o gerador a fazer muito fumo de noite e de dia, e os moradores estão com as janelas e portas fechadas, mas mesmo assim estão impedidos de levarem a sua vida normal. Os moradores já reclamaram mas em vão. São portugueses da teixeira duarte que têm ordens para nos matarem para depois ocuparem os 3 prédios. O terreno nas traseiras já o espoliaram. Isto é um belo convite à revolta geral.

quinta-feira, 1 de Março de 2012

“O MPLA vai ganhar as eleições” diz Virgílio de Fontes Pereira


Luanda – O presidente da Bancada Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, concluiu que o acto de abandono pela Unita e a oposição que a segue das discussões do pacote legislativo eleitoral demonstra que não está preparada e capacitada para o pleito eleitoral e nem sequer ganhá-la.

Fonte: Angop Club-k.net
Diz que atitude da oposição revela falta de capacidade
“Acho que os cidadãos têm de compreender isto, e isso revela um dado que para nós MPLA é inquestionável, neste andar e sem pretendemos dormir sobre a sombra da mulembeira o MPLA vai ganhar as eleições e com uma maioria confortável”, afirmou.

O deputado reagia ao acto de abandono pela oposição da VI sessão plenária do parlamento que aprovou as leis que restavam do pacote legislativo eleitoral.

“Por isso, não nos venham dizer mais tarde que ganhamos por causa da fraude, vamos ganhar porque em política não se dá espaço ao adversário e se somos adversário da oposição vamos ocupar o nosso espaço para ganharmos as eleições com ou sem estes comportamentos da Unita e dos que lhe seguem”, disse.

Esclareceu que o MPLA não está interessado em bloquear o processo de preparação das eleições. “Se há quem pensa que queremos nos manter no poder internamente, estamos a demonstrar exactamente ao contrário”.

De acordo com Virgílio de Fontes Pereira, o seu partido tem se disponibilizado para o debate e disputa eleitoral, só que pelos vistos do outro lado do campo não há adversários.

“E não queremos marcar os golos com pontapés de saída, queremos ter jogo, nem que seja para golear. Vamos andar por este país para conversarmos com os eleitores e ganharmos de forma clara, inequívoca e esmagadora”, manifestou-se confiante o parlamentar.

Por outro lado, asseverou que a bancada parlamentar do MPLA, mesmo sabendo do clima de “sabotagem” anunciada pela oposição, manteve a sua posição em propor o agendamento destes diplomas, tendo em conta o interesse público da realização das eleições.

É por esta razão, referiu, que o MPLA tem se empenhado em promover o processo de registo eleitoral e, apesar da política de ambiguidade da oposição, vai continuar a propor leis para regular o processo.

“Vamos continuar a propor as leis devidas para as eleições, mobilizar os militantes e emprestar a Assembleia Nacional a dignidade e a seriedade que merece a actividade deste órgão de soberania”, concluiu.

O Pacote Legislativo, na base do qual serão realizadas as eleições gerais no país, previstas para este ano, está completo, com a aprovação hoje (quarta-feira), pela Assembleia Nacional, das leis do Financiamento dos Partidos Políticos, de Registo Eleitoral, de Observação Eleitoral e o Código de Conduta Eleitoral.

Sem comentários: