segunda-feira, 30 de abril de 2012

BWALA PRESS. Luanda. Provavelmente há quinze dias, Banco Sol, cofre-forte assaltado.


Notícias não confirmadas oficialmente relatam que o Banco Sol sofreu um bruto assalto. Os assaltantes conseguiram limpar o cofre-forte entrando com uma viatura até ao terceiro andar no subsolo, sem que as câmaras de protecção filmassem o roubo, porque estavam desligadas.
O homem responsável pelas câmaras de vigilância continua detido até agora na DNIC.
Sebastião Lavrador e o seu filho terão prescindido das suas acções, como accionistas, e não aparecem mais no banco.
Há uma tentativa rigorosa de manter o acontecimento no sigilo, tipo que ninguém saiba, especialmente a imprensa, claro.

Também em Luanda, hoje, 30 de Abril, cerca das 09.00 horas da manhã, junto à loja de vendas da Unitel, vizinha da delegação provincial do ministério dos desportos, uma kinguila ficou sem trinta e sete mil dólares. Ela desmaiou. Os meliantes surgiram armados, dispararam alguns tiros de intimidação, com o habitual recado aos seguranças: «Não se metam, senão!»
Enviar um comentário