Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Primeira sessão de 2012. Angola: Conselho de Ministros aprova memorando sobre BNA


Luanda – O Conselho de Ministros aprovou esta quarta-feira, 18 de Abril, em Luanda, um memorando sobre a capitalização do Banco Nacional de Angola (BNA), através da transferência de obrigações do tesouro para a sua carteira de títulos públicos, no montante de 95 mil milhões de kwanzas.
A decisão, tomada durante a primeira sessão extraordinária do ano, que decorreu no Palácio Presidencial, sob a orientação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, tem como objectivo assegurar o equilíbrio dos meios de pagamento e controlo da inflação.

Segundo um comunicado, o Conselho de Ministros revela que foi aprovado também um Decreto Presidencial que cria o Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA), que visa o financiamento de micro, pequenas e médias empresas e a promoção do empreendorismo e da inovação em projectos estratégicos para o país.

Nesta sessão foram ainda analisados documentos relacionados com os ramos dos petróleos, nomeadamente o projecto que aprova o regulamento sobre o transporte e armazenamento de petróleo bruto e gás natural nas operações petrolíferas e discutidos assuntos no domínio das relações exteriores, como o Acordo de Cooperação na Área do Ensino Superior entre Angola e Brasil.
(c) PNN Portuguese News Network
http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=30262

Enviar um comentário