Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Fui tomar um café com as nuvens. Orlando Castro






que estacionaram na esquina onde hoje, como ontem, montei a quitanda com este grito de permanente revolta. Ao arrumar as bicuatas encontrei a foto que junto. Foi deixada por um dos meus meninos do Huambo, ou de Luanda, pouco importa. Ndapandula meu mano Manuel Chivonde Baptista “Nito Alves”.
Enviar um comentário