Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

domingo, 15 de junho de 2014

Manifestantes brasileiros exibem cartaz contra Eduardo dos Santos


Lisboa  –  Cidadãos brasileiros que realizaram protestos nesta sábado, em Belo Horizonte,  foram vistos a exibirem um cartaz  critico ao Presidente José Eduardo dos Santos, que se encontra naquele país,  questionando as perseguições e assassinatos de manifestantes   levados a cabo pelas autoridades angolanas   sob o olhar pávido das Nações Unidas.  

Fonte: Club-k.net/espn

“O que você faria se teu presidente (desde 1979) perseguisse e jogasse os manifestantes em rios com crocodilos e  a ONU não fizesse nada? SOS Angola”, diz a mensagem que aparenta ser um gesto de solidariedade aos jovens manifestantes que tem sido vitimas de tortura/repressão por  parte do regime de Eduardo dos Santos.

O referido cartaz foi exibido, a 11 Km do centro de Belo Horizonte, enquanto decorria a partida de futebol entre a seleção da Colômbia e da Grécia no estádio do   Mineirão.

De realçar que que os dizeres do  cartaz exibido pelos  manifestantes brasileiros faz alusão ao caso de dois activistas que foram raptados e assassinados pelas autoridades angolanas, em Maio de 2012. Os seus corpos jogados num rio habitados por jacarés.

Os dois activistas eram promotor de uma manifestação que exigia do governo angolano  cumprimento dos  ordenados dos ex- militares. Desde então, o regime tem sido reportado como estando a impedir manifestações de jovens com recurso a violência policial.

Dilma também é xingada  durante jogo Colômbia x Grécia


Da mesma forma que aconteceu no jogo de abertura da Copa do Mundo, a presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, foi xingada neste, mesmo dia (durante o jogo entre Colômbia e Grécia, no Mineirão), em que o seu homologo angolano JES seria motivo de lembrança em um dos cartazes dos manifestantes. 
De acordo com a imprensa brasileira, o coro de parte da torcida, já que a maioria do estádio era colombiana, aconteceu no fim da partida com os gritos de 'ei, Dilma, vai tomar no c...'.

O jogo do Mineirão, contudo, representou mais uma festa para os colombianos, que lotaram o estádio. A seleção sul-americana correspondeu e estreou com um triunfo por 3 a 0 sobre a Grécia.


Enviar um comentário