SOS MATANÇA no banco millennium Angola do forno crematório nazi. Correr e fechar portas e janelas porque vem aí terríveis toneladas de fumo do gerador da morte horrível da engenharia criminosa dos tugas que tudo fazem para nos exterminarem para que consigam empregos. As crianças bebés morrem cancerosas dos pulmões porque o ordens superiores o ordenou. Em Luanda sem matar não se pode facturar. Os tugas têm que nos matar em todos os apartamentos nos gasear. É na rua rei Katyavala em frente à Angop

segunda-feira, 24 de Outubro de 2011

Discurso de Samora Machel na Beira em 1975


“Ouviram” ?
“Vão tentar nascer aqui em Moçambique capitalistas pretos, que vão tentar explorar outros pretos, estudou um pouquinho ou licenciou -se, tem o seu diplomazito, pronto! Está pronto, está autorizado a explorar…”
Beira (Canalmoz) – Em 1975, ano da Independência Nacional, o primeiro presidente da República, Samora Moisés Machel, proferiu, na Beira, um discurso de que reproduzimos a seguir uma passagem que não deixa de ser curiosa no contexto actual:
“Vão tentar nascer aqui em Moçambique capitalistas pretos, que vão tentar explorar outros pretos, estudou um pouquinho ou licenciou -se, tem o seu diplomazito, pronto! Está pronto, está autorizado a explorar. É o Senhor Doutor, ele não produz, senão uma repetição daquilo que foi inculcado pelo capitalismo. Seremos últimos quando se trata de benefícios. Primeiros quando se trata de sacrifícios. Isto, é que é servir o povo, ouviram camaradas? Ouviram? Vocês todos são pobres aqui! Pobres! Daqui a 3 anos nós vamos ver alguns a levantarem edifícios de 15 andares. Onde arranjou esse dinheiro? Se eu levantar um prédio, façam favor de me perguntar. Ouviram?.. “ (Redacção)

1 comentário:

Paz e liberdade disse...

Tal como aconteçe em ANGOLA.