Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Governador de Luanda reúne-se com "zungueiras" e manifestação é suspensa


O Movimento Revolucionário suspendeu a manifestação prevista para sábado em resposta a um pedido do Governador

VOA
Coque Mukuta

A situação das vendedeiras ambulantes, as chamadas zungueiras, em Luanda e a forma como as autoridades as têm tratado têm merecido fortes reacções a condenar a actuação da polícia e dos agentes das administrações municipais.

Além de serem agredidas, as zungueiras são detidas e cumprem até cinco dias de prisão, sem serem apresentadas ao tribunal como impõe a legislação.

Para piorar a situação, as autoridades apreendem as suas mercadorias que são levadas para centros de caridade, segundo a polícia, facto que tem suscitado muitas dúvidas.

A VOA tentou saber junto das administrações municipais sobre o destino das mercadorias mas recebemos a mesma informação.

No terreno, as zungueiras continuam a enfrentar o seu drama, narrado pelas próprias à Voz da América.

Entretanto, o Movimento Revolucionário, que marcou para este sábado uma manifestação em protesto às agressões contra as zungueiras, decidiu suspender o protesto em resposta a um pedido do Governador de Luanda.

Bento Francisco Bento pediu um prazo de 10 dias para resolver o problema das zungueiras e já amanhã, 14, irá receber as vendedeiras ambulantes na cidade desportivo.

Enviar um comentário