sexta-feira, 7 de março de 2014

Igreja, JES, MPLA e o mercado da fé - Raul Diniz


Malanje – A Igreja angolana vive momentos de horror, ela caminha dividida e está completamente submissa a imoralidade expressa do regime de Kopelipa e JES. O desrespeito imposta pelo militarista Security Kopelipa e pelo extremoso ditador titular regime José Eduardo dos Santos ao episcopado católico e ao clero evangélico nacional, é tremendamente asfixiante e medonho.

Fonte: Club-k.net

Os fundamentos da fé cristã foram surripiados pelo regime de Kopelipa e JES, por isso não existe amor no coração dos mentores da igreja cristã angolana. Os fundamentos da fé cristã estão irrefutavelmente obstaculizados pela geração de velhos dirigentes religiosos, ociosos e ávidos em adquirir riqueza pessoal.
A imagem é vergonhosa e decrépita no interior da igreja angolana, a igreja está perdida e estonteante, ela está ensolarada de mistérios avassaladores que ensombram verdadeiramente a matriz vocacional da igreja que Cristo fundou para defender alimentar e proteger os pobres e doentes, para trazer a salvação a todos quantos sigam os seus ensinamentos fundamentada na pregação do evangelho que anuncia reino dos céus, como está escrito na sagrada escritura. Leia “Mateus 9: 12-13” e em “Lucas 5:31-32”. Porem os pastores em obediência de ordens superiores sobejamente conhecida na nossa terra têm anunciado o “REINO DA TERRA” nos templos construídos por Kopelipa e JES.

A DOUTRINA DO DEIXA ANDAR E DO KUÁTA KUÁTA É UMA PRATICA CONSTANTE DO REGIME DÉSPOTA DE KOPELIPA E DE ZÉ DU.

O muito o regime de Kopelipa e JES orquestraram a morte súbita da igreja cristã para depois acorrenta-la e com esmerada subtileza corrompe-la para obriga-la a deixar os dogmas proeminentes da sua religiosidade teológica.
A moral desses prelados é tão diminuta e sem sabedoria nenhuma que os possibilite ter algum discernimento que os levem a deixar de adorar o deus deste mundo, o velho e costumeiro deus dinheiro do qual se tornaram escravos serviçais obedientes. A bíblia diz-nos que o dinheiro é o mal maior desse século, por isso não nos devemos subordinar a ele e muito menos ama-lo e/ou adora-lo.
A vergonha desconfortável está de tal maneira estampada no semblante dos comissionistas e empresários da fé, que até conseguem assustar o próprio susto!  Essas pessoas da igreja ao serviço de Kopelipa e JES não são nem de perto nem de longe felizes por se terem deixado comparar pelo magnífico mamom, deus do dinheiro.
 Esse deuszinho de tuta e meia é muito bem representados em Angola, tanto pelo general segurança Kopelipa como pelo presidente da republica José Eduardo dos Santos, o místico ditador e servo fervoro de satã.

IGREJA SEM CONHECIMENTO E VAZIA É IGUAL À OFICINA DO DIABO.

Na verdade, o regime de Kopelipa e JES conseguiram ambos reverter os valores fundamentais defendidos pela igreja cristã angolana, e hoje detêm a titularidade e o domínio total da vida dos mais altos dignitários da igreja.
Após fazer deles gato sapato e mais tarde suas cobaias preferenciais de ensaio, e com eficiência ajudaram na orquestração do plano diabólico do duo Kopelipa e JES, para dominar a mente coletiva dos Bispos e sacerdotes católicos desfasados, corrompendo-os até a medula.
Esses envelhecidos ministros do deus desconhecido a muito colocaram de lado a sua crença baseada na fé, e por isso colocaram de lado a sua natureza patriarcal de ministros da palavra do Deus vivo e verdadeiro, para seguirem voluntariamente o deus da bufunfa e até aqui, não mais voltaram a suas origens cristãs de outrora.

A IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS AJUDOU A COLOCAR A VERDADE EVANGÉLICA ANGOLANA DE PATAS PARA O AR.

Em relação às igrejas evangélicas em Angola, essas por sua vez tornaram-se autênticos feudos politico partidários ao serviço do governo e do partido que sustenta o regime. Silenciosamente o regime angolano dividiu substancialmente a igreja evangélica acabando por engoli-la por completo transformando-a numa toalha de remendos envelhecidos.
Essa ilicitude operacional separatista começou a partir do sul de Angola após corromper o confuso engraxador Pastor N’Guimbi servo adestrado de Kopelipa e JES, essa insidiosa pratica assoberbada de Kopelipa e JES atingido o seu apogeu ao converter as lideranças das igrejas evangélicas no norte do país.
 Para melhor entendimento e perceber-se melhor como aconteceu o desmoronamento da verdade cristã no norte do país, basta para isso desenrolar o rol de pregações perniciosas que todos os dias acontecem nas igrejas evangélicas em Luanda!
O regime tem contado e apreciado de sobremaneira o exímio auxilio da “IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS” comandada pelo sinistro bispo Edir Macedo, para derrubar os dogmas reveladores da verdadeira igreja Cristã evangélica angolana.
Esses mercadores da morte eterna, apoiados pelo regime, serviram como rampa de lançamento para o extermínio dos credos religiosos católicos e também ajudaram a assassinar a crendice evangélica e ajudaram igualmente a subtrair o renascentismo do estudo da teologia sistemática substituindo-a pela teologia da prosperidade como a verdadeira, onde misericórdia, o amor e a benignidade de Deus e a graça da salvação eterna são relegados.

OS ENSINAMENTOS DE EDIR MACEDO E A SUA ALIANÇA COM O ESTADO CORRUPTO ANGOLANO ENSINARAM MINUCIOSAMENTE OS PASTORES A TRANSFORMAR-SE EM MERCADORES DA FÉ.

Os valores cristãos foram por completamente substituídos por hábitos pagãos e costumes satânicos em toda extensão da igreja angolana nesse inicio do século. Os pastores foram reduzidos a meros lacaios transformando-os em extensões vocalizadas da vontade expressas do regime nos templos sob sua administração.
Não existem mais pastores na igreja angolana de cristo, esses parasitas chamados pastores foram transformados em empresários da fé, a igreja em si está sitiada e hoje é uma miragem do que foram 25 anos atrás quando começou a evangelização separada do catolicismo.
Os templos foram transformados em quitandas onde os mercadores da fé buscam riquezas facilmente adquiríveis. A fé dos fieis transformou-se na melhor mercadoria para a realização dos negociantes infiéis feitos sacerdotes profetas e apóstolos falsos, que pululam por todas as igrejas em Angola, outros pastores mascarados de missionários vieram do exterior para ajudarem o regime a matar mais e melhor para mais rapidamente consagrarem sacrifícios de sangue a satã sem que o povo perceba, como acontece nos bastidores da igreja bandida do Bispo proscrito "Edir Macedo" fiel servidor das trevas.
Através da fé dos crentes, os proscritos exploradores da fé, os apóstolos, bispos, e pastores nacionais e estrangeiros enriqueceram facilmente no nosso país entregue a delapidação imoral generalizada.
Esses infelizes abutres gulosos movimentam-se sem medo de Deus, e descaradamente roubam os seus súditos evocando em sua defesa teorias expressivas das vãs filosofias e dos ensinamentos macabros da teologia da prosperidade; esses imprestáveis vagabundos imorais estão sempre ávidos em busca de riqueza fácil, por isso tiram tudo de todos os fieis em nome da bondade do Senhor Jesus Cristo, esses embusteiros da fé buscam cada vez mais carniça para alimentarem os seus incontroláveis egos.

OS DESCONSOLADOS MEMBROS DA IGREJA EVANGÉLICA ANGOLANA SÃO A MATÉRIA DE NEGÓCIO DOS IMPACIENTES PASTORES COMERCIANTES DA FÉ.

Os pastores de hoje não buscam consolar as ovelhas, o sionismo religioso e a dialética materialista tomou conta do coração desses ensombrados prelados que a muito a ambição os cegou por completo.
Alguns desses pastores continuam fieis aos ensinamentos do mestre, mas a maioria deles seguem deuses pagãos e entregam-se as orgias satanizadas nos tempos nublosos de lúcifer, e insidiadas entregam-se a paixões feiticistas de magias geradoras de morte eterna sem medo e nem receio do Deus todo poderoso!
Aqueles que deveriam seguir a Cristo e buscar a sua gloria e conduzirem o seu rebanho, servem-se do cristianismo para fins inconfessáveis, eles acorrentaram o sumo sacerdote de cristo na terra, o Espirito Santo para seguirem outras entidades espirituais reveladoramente imundas.
O evangelho pregado nesses feudos enfestados de religiosidades demoníacas são uma autentica utopia do que aprendi enquanto ministro da palavra do Deus altíssimo. Nos dias de hoje prega-se de tudo nas igrejas menos o que deveriam de facto ser pregado.
Por determinação do Mestre, foi-nos dada à ordem de se ir até aos confins do mundo e ali pregar o evangelho. Porem hoje pregasse o absurdo, vendem e compram-se milagres estoicos, acorrentam o Espirito Santo e pregam a troca de bênçãos por dinheiro, os milagreiros amontoaram-se nos templos ajudando a reverter selváticamente à verdade do evangelho de Cristo.

OS RATOS DA IGREJA TUDO FAZEM PARA CONFUNDIR OS CRENTES EM CRISTO JESUS, ELES SEGUEM AS SUAS EMOÇÕES SEGUNDO A LEVIANDADE DE SEUS CORAÇÕES.

Igrejas como a UNIVERSAL DO REINO DE deus, tomaram como reféns a vida dos fieis para melhor os surripiar de suas parcas economias, transformaram os crentes na sua mercadoria lucrativa preferida, os cultos tornaram-se habituais comícios onde são feitas promessas, ensaiadas em lacônicos discursos fulgurantes e incestuosos, contrários à verdade apologética da bíblica.
Os usurpadores eclesiásticos fomentam a mentira no interior da igreja insatisfeita onde se constroem discursos pregados com estrondo ensurdecedor, que por sua vez são guiados com desenvoltura pela hermenêutica, na verdade, esses discursistas produzem longas homilias muito bem elaboradas, qual comício a La JES! Eduardo dos Santos perto desses ultrajantes servos do diabo em eloquência perderia de carreirinha!

A FEITIÇARIA A BRUXARIA E A MAGIA NEGRA CHEGARAM A CIDADE VINDAS DAS MATAS E TERREIROS PELA MÃO DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS.

A feitiçaria, a bruxaria e a magia negra foram desalojadas das matas, dos campos, dos terreiros e das pradarias, e trazidas pela intervenção demoníaca, posteriormente foram com elevada sutileza transferidas propositadamente para os sumptuosos templos construídos nas cidades angolanas, pela mão adultera de Edir Macedo, chefe maior da “IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS” e suas similares.

Em breve a imagem de Maria poderá ser substituída pela imagem do enigmático JES! Hoje as igrejas no seu todo foram transformadas em sucursais comercias do regime de Kopelipa e JES o ainda presidente angolano.
A igreja católica e as igrejas evangélicas têm fechado assiduamente acordos financeiros com o maior mercador da morte no nosso país, fielmente a atual igreja dita cristã servem os interesses espirituais de satã, que entusiasmado investe toda sua malignidade contra a resistente igreja verdadeira de Cristo.
A falta de vergonha tornou-se a marca da igreja angolana e os seus valores cristãos foram revertidos e transformados em produtos mercantis vendidos como amuletos nos templos cristãos de hoje.
A idolatria centralizada na igreja católica sempre reverenciou fielmente as muitas senhoras dos céus, e uma certa virgem Maria tem merecido lugar de destaque nos púlpitos católicos. Porem, nos últimos tempos a igreja católica está propenso a declinar a sua maior referencia de culto a virgem Maria, e prepara-se para aderir e seguir religiosamente o culto de personalidade do deus JES, o senhor da bufunfa dos angolanos.

O PROSELITISMO E O PAGANISMO RELIGIOSO TOMOU CONTA DAS IGREJAS CRISTÃS EM ANGOLA

A igreja católica á continuar como está perderá vir a perder as boas referências que um dia já teve perante toda sociedade angolana, e não só. Todo observador atento poderá perceber o entrosamento que ajuda a entender, que o proselitismo religioso tomou conta da igreja cristã angolana, basta verificar com extremoso realismo, que tanto a igreja católica como a igreja evangélica angolana soçobraram ambas aos incautos encantamentos da politica clientelista imposta pelo regime de Kopelipa e JES.
 Resta apenas a igreja católica um destes dias retirar dos altares de seus templos a imagem da virgem Maria alterar os dogmas da sua impiedosa religiosidade, e em substituição veicular o ideário do MPLA/JES e colocar a imagem do sempre disponível JES no altar superior de culto nas suas igrejas para demonstrar a sua eterna gratidão e fidelidade suína ao rei do culto da personalidade em Angola.

A IGREJA TEM DE SE ENVOLVER COM SABEDORIA NOS MOVIMENTOS SOCIAS E NELES PARTICIPAR COM VERDADEIRO COMPROMETIMENTO NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PUBLICO.
Um dos deveres fundamentais da igreja cristã no mundo é o de influenciar positivamente a vida publica da sociedade contemporânea em que ela vive, e não só. Ela não pode nem deve isentar-se das responsabilidades politicas de socialização que lhe são inerentemente atribuídas sob-risco de anular-se socialmente perante o desenrolar do movimento moralizador coletivo.
A igreja tem de participar corajosa e ativamente para ajudar a realizar as mudanças necessárias que o país precisa encetar em toda extensão do território angolano, a ajudar que essas transformações aconteçam em paz e harmonia.
A igreja no seu todo, deve igualmente ser uma entidade que revele autoridade e tenha identidade própria com voz autorizada e participativa para em qualquer debate apresentar no eventual um discurso valido, que vise buscar consensos que ajudem na busca de uma outra mais coerente e consensual administração da coisa publica no país desencantado, perdido e sem fé.

A IGREJA TEM MAIS QUE SUFICIENTES RAZÕES PARA NÃO CRER NA EFICIÊNCIA DO REGIME IMPLANTADO POR KOPELIPA E JES NA TERRA DE TODOS NÓS.

O centro das decisões no país não deve nem pode permanecer acorrentado às vontades específicas dos chefes do regime, temos razões mais que suficientes para não acreditarmos na eficiência e na verdade de Kopelipa e JES nem do regime por eles implantado!
A igreja tem sim que ficar atenta e com responsabilidades acrescidas conviver em absoluto com a ideia da descentralização do poder em Angola, e tem sim de participar ativa e diretamente na busca de consensos necessários para a aplicabilidade de politicas publicas mais sensatas que favoreçam os povos famintos que o regime de Kopelipa e JES produziu em todo o país.
Para que assim seja, a igreja precisa em primeiro lugar assumir-se como uma liderança forte, firme, determinada e prudente, e navegar indiferentemente do rugir do poder com total independência. A igreja cristã precisa sair urgentemente da inercia em que se encontra e fortalecer-se para tornar-se uma voz autorizada e escutada por toda sociedade, inclusive pelo regime.
Os cristãos precisam saber-se apoiados e amados pelas lideranças da igreja e não só. Não pode uma igreja ser espezinhada continuadamente pelo poder “KOPELITISTA e JESSEANO”, a igreja não pode nem deve reger-se como até aqui, ela tem que deixar de fazer parte do famigerado cabritismo instituído pelas chefias da atual oligarquia, que a todos os níveis tenta com meios cada vez mais sofisticados invalidar a verdadeira autoridade da igreja cristã em angola.
A opinião da igreja deve e tem de ser sempre ser moralizadora nunca servil, a igreja como afirmei, tem de ser exemplarmente participativa para ajudar a baixar os elevados índices de intolerância do regime.

A IGREJA DEVE SEMPRE AJUDAR A VENTILAR EM APOTEOSE DA SANTA VERDADE DE CRISTO.

A interpretação das chefias da igreja como homens ao serviço da fé em Cristo Jesus é visivelmente nenhuma. Peço sinceramente aos arautos defensores dessa igreja meliante e proscrita que passem a trabalhar mais próximos do povo, sigam apenas os ensinamentos do mestre, renunciem o mundo para ajudar a ventilar o conhecimento irrestrito da verdade do Senhor Deus Altíssimo e a excelência da sua salvação.
A experiência ensina-nos, que as pessoas estão sempre mais preparadas para notar os seus pontos mais presentes, quer dizer que, notamos com maior persuasão individual do nosso ego os pontos melhores, e deixamos de parte os mais obscuros.
Por isso, somos todos vitimas de nós mesmos quando secundarizamos Deus Bom, vivo e verdadeiro na nossa vida.  A palavra de Deus escrita em Eclesiastes diz-nos o seguinte: Eclesiastes 10:1, Qual a mosca morta faz o unguento do perfumador exalar mau cheiro, assim é para a sabedoria e a honra um pouco de estultícia.

Enviar um comentário