quinta-feira, 27 de março de 2014

Luanda. Demissão em massa à vista na Rádio Despertar ? – Ngalanene Mfuta




Luanda - Vários jornalistas da Rádio Despertar, emissora ligada a União Nacional para a Independência Total de Angola “UNITA” – partido fundado por Jonas Savimbi, descortinam uma saída em massa em protesto do que intitulam de actos de censuras engendrados pela direção do Galo Negro.
Fonte: Club-k.net
Segundo uma fonte junto daqueles profissionais o mais recente acto “bárbaro” de censura é a proibição de apresentar do programa de análise semanal, “Angola e o Mundo” os analistas, o antigo deputado da bancada parlamentar da Unita Makuta Nkondo e o escritor e jornalista Domingos da Cruz, por alegadamente criticarem as falhas do partido do galo negro, e a conivência da UNITA diante do MPLA, que veio a culminar nesta quarta-feira com a suspensão formal do Jornalista Elias Xavier Fernandes.
Em colaboração com o MPLA, encontram-se dirigentes que regularmente recebem ordem dos mesmos para diversas censuras muitas delas a favor do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), partido que governa angola a mais de 30 anos.

Os jornalistas estarão já a efectuar contactos para a referida demissão colectiva que segundo a nossa fonte já é do conhecimento de Isaías Ngola Samakuva actual presidente daquele partido a mais de 10 anos na chefia do Galo Negro.

Enviar um comentário