Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sexta-feira, 7 de março de 2014

Luanda. 30 chapas e 12 barrotes para os cidadãos atirados na Kissama






O governo Angolano ao distribuir 30 chapas e 12 barrotes para os cidadãos atirados na Kissama esta promover o que tem reprovado, as chamadas cubatas um nome pejorativo para desprezar casas de chapas construídas por cidadãos pobres conforme retratam as fotos em baixo. De recordar que em língua kimbundo o termo cubata significa casa, mas os nosso boss/demolidores que depois de deixar essas cubatas com o nivel de vida que atingiram desprezam essas tipologia de casas.
Sem condições de habitabilidade mínimas criadas o Governo Angolano levou famílias para um local que dista a mais de 100 km. O local onde essas famílias viviam serão possivelmente erguidas estruturas privadas. As famílias foram surpreendidas com o novo local que fica próximo de um parque nacional, lugar onde abunda animais de várias espécies entre esses animais ferozes que têm visitado os novos vizinhos que completaram um mês no dia 20 de Fevereiro.
Rafael Morais. Facebook




Enviar um comentário