Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Angola, Kwanza Sul. Polícia abateu motoqueiros e populares revoltaram-se





Aspecto da cidade do Sumbe


Fernando Caetano
VOA

A cidade da Gabela, na província de Kwanza Sul, está em polvorosa depois de a polícia ter abatido ontem dois motoqueiros numa operação stop.
Populares incendiaram um carro da polícia e ameaçam invadir a esquadra a qualquer momento.
Várias autoridades deslocaram-se à cidade e aguarda-se a qualquer momento a chegada do segundo comandante geral da Polícia Nacional, o comissário geral Paulo de Almeida, que vai investigar o assunto.
A Unita já reagiu e responsabilizou a "incompetência da polícia" pelos incidentes.


Enviar um comentário