Luanda. Desde as 07.40 horas do dia 10 de Março que o gerador do banco millennium, Rua Rei Katyavala – o banco da morte – trabalha dia e noite. A energia eléctrica está normal. As janelas e portas têm que ficar cerradas porque o fumo é mortal. No dia 13, três mercenários portugueses ao serviço do crime organizado estiveram no local e aprovaram a mortandade. Como o banco é da mana Isabel, ela quer lá saber disso. Continuamos no colonialismo antes da independência, do grito: VITÓRIA OU MORTE!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

GPL esclarece susposto confisco de viaturas de “Quim” Ribeiro


Lisboa - O governo províncial de Luanda (GPL), esta em vias de fazer uma comunicação publica para esclarecer o recente confisco de viaturas numa standard na comuna do morrobento em Luanda que se diz ser do suspenso comandante provincial da policia nacional de Luanda, Joaquim Ribeiro.

Fonte: Club-k.net

A versão que o GPL, trará a publico, descarta que a apreensão das viaturas em causa estejam ligadas a um suposto confisco conotado ao "caso Quim Ribeiro". Alega que a “invasão” da standard nos arredores de um destacamento da UGP- Unidade da Guarda Presidencial deve-se a uma medida de embargo tendo em conta que foi construída num espaço considerado “ilegal” e que esta em vias de ser demolido. As viaturas retiradas foram colocadas no parque da fiscalização de Luanda.

Para alem do embargo feito, o GPL procedeu com a mesma medida em outros estabelecimentos no mesmo perímetro da standard e arredores incluindo a uma residência nas proximidades da chamada “casa amarela” no bairro Talatona.
Enviar um comentário