SOS MATANÇA no banco millennium Angola do forno crematório nazi. Correr e fechar portas e janelas porque vem aí terríveis toneladas de fumo do gerador da morte horrível da engenharia criminosa dos tugas que tudo fazem para nos exterminarem para que consigam empregos. As crianças bebés morrem cancerosas dos pulmões porque o ordens superiores o ordenou. Em Luanda sem matar não se pode facturar. Os tugas têm que nos matar em todos os apartamentos nos gasear. É na rua rei Katyavala em frente à Angop

quinta-feira, 3 de Janeiro de 2013

MORTE NA IURD: Vigília da Igreja Universal mata 16 pessoas em Angola


DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS E FOLHA DE SÃO PAULO
O número de pessoas mortas em uma avalanche que aconteceu na noite de Ano-Novo, em Luanda (Angola), chegou a 16, de acordo com as autoridades. Mais de cem ficaram feridos.
O deslizamento aconteceu quando uma multidão tentava entrar em um estádio já lotado onde acontecia uma vigília evangélica em comemoração a 2013. A maior parte das vítimas foi asfixiada ou pisoteada. Segundo as autoridades angolanas, entre as vítimas estão três crianças.
"Esperávamos 70 mil pessoas, mas o número foi amplamente superado", explicou o bispo Ferner Batalha, da Igreja Universal do Reino de Deus, à agência de notícias angolana Angop.
Segundo o porta-voz da Defesa Civil, Faustino Sebastião, citado pela Angop, as dez vítimas morreram pisoteadas e asfixiadas pela multidão na entrada do estádio Cidadela Desportiva, que teve apenas dois de seus quatro portões abertos.



Sem comentários: