sexta-feira, 27 de julho de 2012

Pessoas poderosas tendem a tomar más decisões


Pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles (EUA), fizeram um estudo interessante: acompanharam a rotina e as ações de pessoas em situação de poder em vários setores da sociedade, fizeram testes com tais indivíduos, e são taxativos ao afirmar que pessoas detentoras de poder são mais propensas a fazer escolhas ruins.
A razão dessa realidade, conforme explicam os cientistas, é a soberba: o ser humano é naturalmente levado a abandonar a cautela e superestimar seu bom senso de decisões quando tem o poder em suas mãos. Quanto mais poderoso um líder fica, menos ele considera que precisa de ajuda, e grande parte dos problemas partem deste ponto.
Exemplos não faltam. Os pesquisadores citam os executivos da companhia de Petróleo Britânico (BP, na sigla em inglês), que ignoraram os riscos em potencial de perfurar poços no Golfo do México, alegando que um acidente era virtualmente impossível. Em 2010, o que se viu foi uma explosão que matou 11 trabalhadores e causou mais de 100 bilhões de dólares (equivalente atual a cerca de R$ 173 bi) com custos de limpeza e reparos.
Os melhores líderes, de acordo com os cientistas, são os que conseguem controlar a arrogância e reconhecem que precisam de auxílio para conduzir um grupo. Dessa maneira, o segredo para um bom comando seria a capacidade de escolher uma boa equipe de assessores e colaboradores. [LiveScience]

Enviar um comentário