quarta-feira, 18 de julho de 2012

RNA dedica metade do noticiário a falar do MPLA



Lisboa – Estão  da certas   as estimativas segundo as quais o novo Conselho de Administração da RNA, coordenado por Manuel Rabelais  irá dar  tratamento desigual aos partidos políticos, durante a  campanha eleitoral,  violando a lei  eleitoral em Angola.
Fonte: Club-k.net
Tratamento desigual na media
Esta terça-feira (17), o noticiário das 13h da  tarde da RNA, que foi de 30 minutos dedicou metade do seu tempo,  isso é 15 minutos dando exclusividade ao partido no poder.   O noticiário apresentado por Vania Varela iniciou com resumo, de 12 minutos,  do discurso do Presidente do  MPLA, Eduardo dos Santos. Outros dois minutos foi dedicado a cobertura directa da actividade de apresentação do programa do MPLA, no centro de conferencia de Belas, tendo os reporteres passado uma intervenção, do membro do Bureau Político, Manuel Nunes Júnior. 

O MPLA é o único partido em Angola a quem a RNA passa um noticiário dedicando-lhe todo o seu espaço e tempo. Nas actividades das outras forças políticas, dificilmente fazem em directo e os discursos dos respectivos lideres nunca são resumidos ou transmitidos como fizeram  com a intervenção  de José Eduardo dos Santos,  nas vestes de presidente do MPLA.

Há meses atrás o líder da CASA-CE, Abel Chivukuvku alertou que o tratamento desigual dado pela comunicação social estatal, em fase de eleições ,  é também  considerado como fraude. De referir que na  emissora províncial  de Benguela, por exemplo, há um programa em língua umbundo cuja temática em denegrir  os partidos da oposição.

Enviar um comentário