domingo, 24 de fevereiro de 2013

Polícia espanca deputado da UNITA




Luanda - O líder da UNITA Isaías Samakuva foi na manhã de sábado, 23, impedido de efectuar uma simples visita as populações do bairro Mayombe que viram as suas casas partidas pela administração de Cacuaco no início deste mês.

Fonte: Club-k.net

Samakuva impedido de entrar no bairro Mayombe
O incidente deu-se por volta das 12 horas quando uma barreira da polícia antimotim, militares da UGP e polícia da ordem pública, apoiados por helicópteros travou a caravana da UNITA que se dirigia ao bairro Mayombe.
Diante da insistência de Isaías Samakuva em se manter no terreno, o que provocou uma agitação por parte da população indefesa que gritava pelo nome do líder do maior partido da oposição, tendo a Polícia Nacional solicitado reforço aéreo e de polícia da ordem pública que fizeram vários disparos ao ar o que agitou ainda mais a população.
A polícia agrediu fisicamente dirigentes da UNITA, inclusive um deputado à Assembleia Nacional e secretário para os Assuntos Eleitorais, José Pedro Katchiungo, Adriano Sapinala, secretário de Segurança e para Ordem Pública.
Pedro Katchiungo, que, entretanto, não ficou ferido, foi salvo das mãos da polícia pela população, tal como ilustra um vídeo que está a circular pelas redes sociais.
A situação só ficou mais calma com a chegada do segundo comandante provincial de Luanda, Dias do Nascimento, que justificou a intervenção da polícia ao líder do Galo Negro, que terá sido para a sua protecção, porque a população podia ataca-lo, o que Samakuva respondeu: “a mim a população não fará mal de certeza”.
Antes de se retirar do local, Isaías Samakuva falou para a população prometendo que o partido que lidera não irá cruzar os braços perante tanto sofrimento.

Enviar um comentário