segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Portugal vai enviar este mês 30 professores para Angola



Portugal vai enviar este mês 30 professores para Angola, para o projeto de cooperação na área da educação, de formação de docentes angolanos, anunciou em Luanda um responsável do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.
O anúncio foi feito por Francisco Almeida Leite, vogal do Conselho Diretivo do Camões, no final de uma visita ao Caxito, província do Bengo, onde se encontra localizado o Centro de Investigação em Saúde em Angola (CISA), uma parceria entre os dois países na área da saúde.
Os 30 professores fazem parte de um grupo de cerca de 200 professores portugueses inicialmente previstos no âmbito do projeto Saber Mais, uma parceria bilateral técnico-financeira, que visa fortalecer o Ensino Secundário em Angola através do reforço formativo nas Escolas de Formação de Professores.
O Saber Mais está em curso nas províncias de Benguela, Namibe e Cabinda e abrangeu já cerca de 2.000 futuros professores, assumindo a formação contínua de cerca de 500 agentes educativos.
Francisco de Almeida Leite salientou que existem pedidos para o envio de professores portugueses para outras províncias angolanas.
"As autoridades angolanas têm que ajudar as autoridades portuguesas a garantir alojamento, segurança nos projetos e o cofinanciamento", referiu aquele responsável, acrescentando: "em tempos de grandes constrangimentos orçamentais, Portugal vai manter a verba de 1,1 milhões de euros para ajudar a reforma do sistema educativo angolano".

Imagem: Professores portugueses são dos que mais sentem a crise na Europa

Os salários dos professores portugueses foram dos mais afetados pela crise económica a nível europeu, revela o jornal Público, citando o relatório da rede Eurydice, da Comissão Europeia. noticias.sapo.pt


Enviar um comentário