quinta-feira, 10 de maio de 2012

JES promove Presidente do Tribunal Supremo a General



Lisboa –  O  Presidente da República, José Eduardo dos Santos procedeu a graduação  a nível de   Forças Armadas Angolanas (FAA) a oficiais   culminando com a promoção  e graduação de patentes  a “militares”  que  se encontram na reserva exercendo funções fora do fórum militar.

Fonte: Club-k.net
Depois de Zenu e Ana Paula segue Cristiano  André
Das nomeações,   Segundo a  I Série – Nº 81 do Diário da República, publicado  a 30 de Abril de 2012 e que o Club-K teve acesso,   o PR, na sua condição de Comandante-Em- Chefe das FAA, promoveu as seguintes figuras a saber:

Ordem do  Comandante –Em-Chefe  Nº  3/12:  -  Gradua ao grau Militar de Tenente-General, o Brigadeiro André   de Oliveira Sango
Ordem do Comandante -em-chefe Nº  4/12:  -  Promove ao grau Militar de General, Os Tenentes- Generais, Cristiano Augusto André  e Bento dos Santos

Conforme referido as   figuras promovidas/graduadas encontram-se a exercer funções na função pública e na privada.  Bento dos Santos “Kangamba” foi militar da área da logística tendo chegado a Major, porem por meios difíceis  de se compreender apareceu em Luanda como brigadeiro, e hoje general.

Já o jurista  Oliveira Sango foi militar e conforme explicações suas a margem do julgamento do General Fernando  Garcia Miala, em 2006, disse que não lembrava-se bem da sua patente militar mas acabou  por dizer que deverá ser coronel.

Por seu turno, o agora  general  Cristiano Augusto André   foi igualmente militar  da segurança de Estado onde chegou a ser responsável do departamento jurídico, na década de oitenta. Actualmente ocupa o cargo de Juiz-Presidente do Tribunal Supremo e é apresentado como muito próximo ao Presidente  da República.

De recordar que a poucos anos atrás as autoridades angolanas  desdramatizaram noticias postas a circular dando conta que a Primeira Dama, Ana Paula dos Santos e o empresário  Zenu dos Santos teriam sido promovidos ao grau militar de brigadeiros  das  FAA, na reserva. Na altura o General Sachipando Nunda disse ao Novo Jornal que a ser verdade, as promoções deveriam ser publicadas em Diário da República (DR). Na mesma senda, um outro general na reforma, Silva Mateus  disse também  que quando foi graduado a general, o seu nome não saiu no DR mas dispõe de documentos  passado pelas FAA atestando a sua promoção.

Enviar um comentário