quinta-feira, 3 de maio de 2012

OMUNGA quer “devidas” explicações sobre assassinato do seu activista



COMUNICADO DA OMUNGA SOBRE ASSASSINATO DE JÚLIO SANTOS KUSSEMA
A 24 de Abril de 2012, JÚLIO SANTOS KUSSEMA (na foto), foi assassinado com três tiros na cabeça, por volta das 22 horas, no município da Catumbela, por pessoas não identificadas, enquanto se encontrava a trabalhar num pequeno estabelecimento.
Júlio Santos Kussema, natural do Lobito, e residente no Bairro da Luz, licenciou-se em gestão de empresas pela Universidade Lusíada e foi voluntário da OMUNGA como facilitador da oficina de informática entre 2007 e 2009.

A OMUNGA encontra-se chocada com o acontecimento sem no entanto estabelecer qualquer relação entre o assassinato e a ligação que o mesmo manteve com a OMUNGA.

A OMUNGA aproveita mais uma vez para endereçar as condulências à família enlutada e solicitar à Polícia Nacional para que continue com as devidas investigações.

José António Martins Patrocínio

Enviar um comentário