sexta-feira, 11 de maio de 2012

Carta Aberta ao PR sobre despedimentos no Ministério do Interior – Colectivo de Trabalhadores



À
SUA EXCELÊNCIA PRESIDENTE DA REPÚBLICA
                                                                                                   
C.C
- PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL
- VICE PRESIDENTE DA REPÚBLICA
- CHEFE DA CASA MILITAR DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA

ASSUNTO: FUNCIONÁRIOS DO MINISTÉRIO DO INTERIOR A BEIRA DO DESPEDIMENTO, POR ESTAREM A SEREM ACUSADOS DE DENUNCIAREM A ACÇÃO DO MINISTRO E DA SUA SECRETÁRIA

Melhores e Respeitosos Cumprimentos.
EXCELÊNCIA,
1- O Ministro do interior, Sebastião António Augusto Martins e Zora Proença, sua secretaria começaram a efectuar no nosso ministério uma autentica caça as bruxas e uma guerra sem quartel.

2- Na mira do Srº Ministro estamos nós funcionários da Direcção Nacional de Planeamento e Finanças e das Relações Públicas e Protocolo, porque vimos a documentação da hospedagem da secretária, mas não somos culpados e nem temos nada a ver porque o que nos disseram é que os valores eram para pagar a hospedagem de uma delegação da interpol que ia ficar, muito tempo em Angola.

3- Nenhum homem esta impedido de se manter com uma mulher, ainda que seja sua secretaria, agora o que não pode ser é quando confunde os limites e regalias das responsabilidades com a posição hierárquica.

4- A Srª Zora Proença a super secretaria, ficou com a familia 6 meses a viver no novo HOTEL de luxo EPIC SANA, a gastar 50.000,00 Usd/mês, provocando um arrombo nos cofres do estado da quantia de 250.000 usd, em 6 meses faltando para pagar o resto do tempo que ficou lá.

5 -O Srº Ministro e a sua secretária simularam fingir a presença de uma delegação de fora da interpol altamente secreta em Luanda, simulando assim para aldabrar nós os pacatos funcionários para cairem na mentira, para obedecerem o que nos mandaram.

6 - O mais grave é a utilização do nome do oficial de ligação da interpol, Isaias Trindade, como se ele que estivesse hospedado la, até que o quarto foi alugado em nome dele, para camufular a mentira aos olhos dos funcionários da DPF e DRPP.

7 -Nós estamos admirados porque não comprendemos como é que o Camarada Presidente até agora não sabe, com que arrogância e desprezo o Srº Ministro do Interior trata-nos a nós os funcionários de base, quadros superiores, directores e até os Vice-Ministros não se safam.

8 - O terror implantado no ministério pelo senhor ministro, para melhor reinar com os seus homens através da ameaça , a lei do bico calado e por causa da sua ambição por dinheiro, está a ficar um dos homens mais ricos do nosso país, enquanto vai arrastando a passos largos para ruina, um ministério que no tempo do general Serrá Van-dúnem e Ngongo, ia conhecendo bons tempos. O que se fala em todo ministério é que no tempo do general Ngongo eramos felizes e não sabiamos.

9- Excelência Sr. Presidente da República, o colectivo de trabalhadores do ministério do interior , reclama por socorro urgente, porque vossa excelencia bem conhece o dossier de desvio de fundos que levou a destituição do actual ministro do cargo de Vice-Ministro do Interior, no tempo do falecido ministro do interior, Osvaldo de Jesus Serra Van-dúnem, que a morte até hoje deixou muitas dúvidas a muito boa gente.

10- Nós o colectivo de trabalhadores , unidos com o mesmo sentimento que os nossos colegas todos das duas direcções, pedimos imploramos a sua Excelência o Presidente da República, que ordene a criação de um inquérito com a participação da Procuradoria Geral da República, Contra Inteligência militar, tribunal de contas, uma vez que só o cego não ve que isto é crime de peculato, abuso de poder e má gestão da coisa publica-
 
O COLECTIVO DE TRABALHADORES
In Club-k.net
Enviar um comentário