sexta-feira, 18 de maio de 2012

Filho de ex-ministro acusado de burla



Lisboa – Gil Fernando de Morais, um suposto filho do ex-ministro das Finanças, José Pedro de Morais, esta ser acusado de “burlador” pelo seu vizinho que responde pelo nome de João Victoria, a quem recebeu cerca de 1.702 euros (no dia 18 de Janeiro do ano em curso) para fornecer-lhe peças de uma viatura de marca Hyundai Tucson.

Fonte: Club-k.net
Gil de Morais já burlou mais de 20 pessoas
Segundo o pacato cidadão, o montante foi entregue através de uma transferência efectuada na agência Real Transfer, sediada na rua Cerqueira Lukoki, n.º 67, em Luanda, tal como ilustra o recibo ao lado. “Desde o dia em que Gil de Morais levantou os valores (a partir de Lisboa onde é residente) deixou de atender os meus telefonemas”, revelou João Victoria, daí a inquietação do mesmo depois de ter expirado o prazo (de 8 dias) combinado para o envio das referidas peças.
Desde então, todas as démarches feitas pelo remetente (que é professor da universidade Lusíada), em contactar o pequeno grande “burlador”, foram em vão. Daí decidiu contactar a família (pai e mãe) do beneficiário a fim de solucionar de forma amena o caso, mas de nada adiantou. “os pais não aceitam se responsabilizar pela acção do jovem uma vez que é uma pratica recorrente”, contou.

Entretanto, este portal soube que esta não é a primeira vez que o filho do ex-ministro das Finanças pratique uma acção de gênero. Dados recolhidos no terreno revelam que, até ao momento, já caíram na sua graça mais de 20 pessoas. “Ele recebe o dinheiro e manda lixar as pessoas que lhe confia”, rematou uma outra fonte.

Enviar um comentário