Luanda. Desde as 07.40 horas do dia 10 de Março que o gerador do banco millennium, Rua Rei Katyavala – o banco da morte – trabalha dia e noite. A energia eléctrica está normal. As janelas e portas têm que ficar cerradas porque o fumo é mortal. No dia 13, três mercenários portugueses ao serviço do crime organizado estiveram no local e aprovaram a mortandade. Como o banco é da mana Isabel, ela quer lá saber disso. Continuamos no colonialismo antes da independência, do grito: VITÓRIA OU MORTE!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Espetáculo de Nagrelha resulta em violência



Benguela –  Trinta e sete pacientes foram para ao hospital e 18 jovens detidos é o balanço provisório do incidente que aconteceu na madrugada do dia 17 de Maio do ano em curso, no espetáculo musico cultural realizada no largo da África em Benguela  quando o Kudurista Nagrelha entrou em  palco resultando uma reação popular inesperada. O   público emocionado e alguns alcoolizados arremessaram-se garrafas tendo a  polícia nacional intervindo  com gás lacrimogêneo. Noticiou a Rádio Benguela.
Fonte: Club-k.net
Acusado de estragar a festa da cidade de Benguela
Segundo a Rádio Benguela que avançou com a  noticia, esta  é a segunda vez consecutiva que se cria pânico na festa da cidade  e com o mesmo músico, situação que se torna já preocupante.

Benguela comemora 395 anos da sua existência com  outras actividades recreativas, culturas e desportivas e segunda edição da feira internacional de Benguela que terminam apenas no dia 20 do mês em curso.

Segundo o porta-voz do comando provincial da polícia Nacional em Benguela Vicente Nogueira as condições de seguranças estão garantidas, e o  que aconteceu foi um caso isolado.

Para estas actividades, os mais atentos notaram que  faltou  as  actividades intelectuais como palestras, workshops, seminário sobre a visão a história de Benguela. A festa para este ano centrou-se  apenas em  recriação em quase toda cidade e periferia com barracas de comes e bebes. Desconhece-se o orçamento geral das festividades.

Enviar um comentário