segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Kopelipa Compra Helicópteros para as Eleições


O ministro de Estado e chefe da Casa Militar da Presidência da República de Angola, general Manuel Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa”, liderou todo o processo de aquisição de meios de transporte aéreo destinados a apoiar as eleições de 31 Agosto.
A frota, que chegou à Luanda há dias, é composta por 13 helicópteros do tipo Bell-112 e um Bell 222, de fabrico norte-americano, provenientes da África do Sul  e do Canadá.
O francês Pascal DeLussaki foi o principal executor da operação. Foi DeLussaki quem também organizou a venda, à Sonangol,  da maior parte da frota da SONAIR e criou, em parceria com  com “Kopelipa” e Manuel Vicente, a VipAir, a luxuosa empresa de aviação que serve a elite política angolana, a chinesa e altas figuras internacionais. Para as eleições de 2008, o mesmo cidadão gaulês também teve missão similar.
No entanto, a contratação de pilotos canadianos e sul-africanos para realizarem as operações de apoio logístico às eleições e transporte de urnas de voto está a alimentar sérias suspeitas. Em poucas horas, os mandatados do general Kopelipa obtiveram as competentes licenças do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC) para os pilotos poderem operar em Angola. Segundo disse ao Maka Angola um especialista em questões eleitorais, a opção por pilotos estrangeiros tem a ver com a necessidade de evitar testemunhas comprometedoras ou fugas de informação em algumas operações de transporte das urnas.
Outro aspecto preocupante reside no envolvimento da Casa Militar na organização da logística eleitoral, nomeadamente na aquisição dos helicópteros, um processo que não é da sua competência.

Enviar um comentário