sábado, 9 de março de 2013

Luanda. (Preços disparam pressionados pela burocracia estatal)

 
As consequências do novo engarrafamento no Porto de Luanda...
Com a devia vénia retomamos aqui um "post" do empresário Carlos Cunha (Oca) sobre o que se está a passar na referida instalação portuária por força de uma imposição da DNA. (Direcção Nacional das Alfândegas)
======================
"Preços sobem em Flecha - Inflação a vista"

Algumas Empresas de Distribuição Alimentar estarão, hoje, reunidas em Luanda, as 10h30m, para debater a grave situação que se vive no Porto de Luanda, provocada pela exigência de se verificarem todos os Contentores de Bebidas Importados, sob suspeitas de haver sub facturação ou dumping, nos Preços de origem.
A situação, ora visada, tem causado imensos problemas de estrangulamento Portuário, ao ponto de se ter voltado aos críticos anos 80, com imensos Navios ao largo e acarretando enormes prejuízos a Economia Angolana e elevados Preços das Mercadorias, estando a lesar todas importações, para alem das Bebidas.
Apesar de vários alertas feitos as Autoridades, a situação mantém-se e um grupo de Empresários, decidiu reunir-se, hoje de manhã, para produzir um Documento, que será encaminhado as Autoridades competentes para tentar por cobro a situação.
No entanto, a insatisfação dos Protagonistas, encaminha-se, acima de tudo, contra importações que são efectuadas por canais especiais, isentos de qualquer Taxa.
Esta situação já provocou com que a cerveja importada passasse de 1.400 para 2.000 kzas a grade, no importador/distribuidor e que o pão bola passasse de 15 kzas para 25 kzas, principais indicadores de uma galopante inflação a vista, se a par disto aliarmos as distorcidas notícias sobre a circulação de novas notas e moedas e da obrigatoriedade de se operar em akz
Estamos em crer que as duas ultimas medidas, só vem beneficiar a Economia Angolana, mas os Rumores de que possam causar inflação a par destas medidas distorcidas e extemporâneas da Alfandega, poderão causar um efeito bola de neve e a Economia pode ressentir-se, duramente.
No domínio da distribuição alimentar, são visíveis as roturas de Produtos e a Galopante subida dos Preços, que se aliarmos a eventual subida dos Combustíveis, poderá ser uma verdadeira "Bomba Relógio".
Atentos, como sempre, a estas situações, recomendamos uma rápida analise da situação, sob pena de não se conseguir controlar o Barco, a determinado momento da sua marcha.
Varias têm sido as tentativas de alertar as Autoridades, mas sentimos que a mensagem não passa, porque parte-se do principio que são Grupos de Pressão do Empresariado lesado e não se vê a real situação.
Deixamos aqui, mais uma vez, o nosso alerta, as pessoas de boa fé e com poder de decisão, certos de que este Trimestre, conheceremos novidades no Relatório Estatístico do INE, sobre a Inflação.
Varias situações se estão a encadear, no mesmo sentido e as pessoas estão a analisa-las de animo leve.
Aqui deixamos o nosso Alerta Amigo, revestido de Fundo Patriótico, porque, há muitos anos que deixamos de importar Bens Alimentares e não estamos a abordar Interesses Pessoais.
José Carlos Cunha. Facebook
Reginaldo Silva

Enviar um comentário