quarta-feira, 13 de março de 2013

UNITA e Governo trocam acusações por causa de Cacuaco


Isaías Samakuva considerou os responsáveis governamentais de "aldrabões”.
Manuel José VOA
A UNITA acusou os ministros angolanos do interior e da administração do território, Ângelo Veiga e Bornito de Sousa, de estarem a espalhar mentiras quando afirmaram que foi o maior partido da oposição angolana quem esteve na origem da alteração da ordem pública no dia 23 de Fevereiro em Cacuaco.
Tudo começou com uma conferência de imprensa concedida pelos referidos dirigentes sobre aqueles incidentes. O titular da pasta do interior, Ângelo Veiga, considerou a UNITA de culpada do que aconteceu em Cacuaco: "Quem provocou alteração da ordem pública naquele local foi a delegação da UNITA, no dia 23".

Quanto a Bornito de Sousa afirmou que a UNITA está a aproveitar-se de um facto normal da administração do estado para fazer política: "No caso concreto de Cacuaco eventualmente há algum aproveitamento político de um trabalho que a administração tem estado a fazer."

Em resposta o presidente da UNITA, Isaías Samakuva considerou os responsáveis governamentais “de aldrabões”.

Outro responsável da UNITA, Adalberto da Costa Júnior disse à Voz da América que os responsáveis do executivo vão explicar o que se passou em Cacuaco mas num inquérito parlamentar na casa das leis, porque o que alegam nem mesmo um recém-nascido acredita.

O parlamentar da UNITA rematou que o que os desalojados de Mayombe estão a passar é desumano.
Enviar um comentário