Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Comunicação do Presidente da CASA-CE


Conferência de Imprensa (texto completo) desta terça-feira
(26 Novembro 13)

1- O Conselho Presidencial da CASA – CE, tomou a decisão de honrar a memória dos activistas políticos Alves Kamulingue e Isaias Kassule, barbaramente assassinados por agentes da Segurança do Estado, através da afixação de cartazes nas cidades de Luanda, Caxito, Negage, Sumbe, Ndalatando, Benguela e Bié, na sexta feira, dia 22 de Novembro de 2013, a partir das 23 horas.

Na cidade de Luanda, a acção pacífica de afixação dos cartazes foi realizada por responsáveis da organização juvenil da CASA – CE, constituídos em 10 grupos de trabalho com cerca de dez a quinze membros cada e acompanhados de dirigentes da CASA – CE.

Os 4 mil cartazes continham as fotografias dos dois activistas e a mensagem era de simples reclamação de justiça.

2- Logo no início da acção pacífica de afixação dos cartazes, os diversos grupos foram violentamente impedidos de levar a cabo a sua acção por patrulhas da Polícia Nacional devidamente organizadas, tendo recolhido grande parte dos cartazes e outros instrumentos utilizados na acção, tais como escadas, cola e pincéis.

3- Na mesma ocasião foram detidos e encaminhados para várias esquadras da cidade de Luanda, dezenas de jovens e dirigentes da CASA – CE, incluindo o Sr. Deputado Leonel Gomes, os secretários da CASA – CE Senhores, André Muanza, Xavier Jaime, Américo Chivukuvuku de entre outros, e só foi concluída a libertação dos mesmos, na madrugada de domingo dia 24 de Novembro de 2013, apôs intensa reclamação junto dos órgãos de mando da Polícia Nacional em particular o Comissário Chefe Ambrósio de Lemos.

Importa também salientar, que o impedimento a afixação de cartazes também ocorreu na cidade de Ndalatando onde foram detidos dois membros da CASA – CE, que foram posteriormente libertos. Na cidade de Benguela, a Policia Nacional arrombou e assaltou a sede provincial da CASA – CE as 9 horas de Sábado dia 23 de Novembro de 2013, tendo de lá retirado diversos matérias incluindo cartazes.

4- Neste momento está instalado um clima de terror em alguns bairros de Luanda e na cidade do Sumbe, onde os serviços de Segurança do Estado estão a perseguir, intimidar e ameaçar os responsáveis da juventude da CASA – CE.

5- Tenho sobretudo o doloroso dever de informar sobre as circunstâncias em que foi assassinado barbaramente e a sangue frio, o malogrado membro do Conselho Deliberativo da CASA – CE e Director do departamento de mobilização do Secretariado Executivo Nacional da CASA – CE, o Engenheiro Manuel Hilbert de Carvalho Ganga.
O Engenheiro Manuel Hilbert de Carvalho Ganga, fazia parte de um grupo de afixação de cartazes que se encontrava a efectuar as referidas colagens, no muro traseiro do estádio dos Coqueiros em plena via pública no Bairro dos Coqueiros, quando foram retidos com armas em riste por efectivos militares da Guarda presidencial (USP) no local durante mais de 30 minutos. Nesse período foram interrogados por um oficial da guarda presidencial apôs o que o oficial retirou – se. Posteriormente surgiram duas viaturas da Guarda Presidencial com efectivos militares que forçaram os 8 componentes do grupo para as viaturas e levaram – nos em direcção da unidade militar adstrita ao Palácio Presidencial.
Durante o trajecto foram continuamente ameaçados de morte, até que chegados ao portão de entrada para a unidade militar, o Engenheiro Manuel Hilbert de Carvalho Ganga, desesperado face ao perigo de morte eminente, que infelizmente veio a acontecer, saltou da viatura, tendo naquele imediato instante dois militares efectuado disparos a queima roupa, atingindo o malogrado no peito e na região abdominal, provocando a morte imediata da vítima.
São totalmente falsas as declarações da Polícia Nacional que apenas visam ilibar os assassinos que mais uma vez vitimaram um pacífico cidadão desarmado. Em nenhum momento o grupo se aproximou da Presidência da República como os factos ditam. Alem do mais a Guarda Presidencial não tem competência legal de deter cidadãos na via pública, muito mais num momento em que o Presidente da República nem se encontra no País.

6- A direcção da CASA – CE endereçou no dia 25 de Novembro de 2013, uma carta ao Ministro de Estado junto da casa de Segurança da Presidência da República exigindo clarificações e responsabilização de todos os culpados. Por outro lado, a CASA – CE em concertação com os familiares vai imediatamente accionar os devidos procedimentos legais e judiciais junto da Procuradoria Geral da República.

7- Aproveito esta ocasião para tornar público, que o velório com carácter público, terá lugar no dia 26 de Novembro de 2013, no salão central do comando provincial dos bombeiros a partir das 21 horas. O funeral do malogrado também com carácter público terá lugar na quarta feira, dia 27 de Novembro de 2013 com partida as 10 horas dos bombeiros e marcha pedestre até ao Cemitério de Santa Ana.

8- Face ao agravamento do ambiente político nacional, caracterizado pelo contínuo retrocesso do processo democrático, e utilização gratuita de violência contra pacatos cidadãos, a CASA – CE vai reunir nos próximos dias o seu Conselho Executivo Nacional com o propósito de decidir sobre a futura postura política da CASA – CE e acções a desenvolver para a defesa da democracia e da estabilidade no País.

9- Na minha qualidade de Presidente da CASA – CE e em nome da direcção da CASA - CE, reitero a família enlutada, a todos os membros e amigos da CASA – CE e a toda a Juventude angolana os mais profundos sentimentos de pesar. Honraremos para sempre o nome deste grande filho de Angola barbaramente assassinado


Luanda aos 26 de Novembro de 2013

O CONSELHO PRESIDENCIAL DA CASA-CE

Enviar um comentário