Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Luanda. CASA-CE ameaça com manifestações


Luanda - Angola tem agora presos políticos de menor idade, acusou o líder parlamentar da CASA-CE, André Gaspar Mendes de Carvalho “Miau”.

*Manuel José
Fonte: VOA

Este dirigente do segundo maior partido da oposição angolana falava a jornalistas na sequência do abandono da sala do parlamento na segunda-feira, 4, e ameaçou organizar manifestações caso a bancada do MPLA continue com acções que, segundo disse, violam a constituição e as leis do país.
Mendes de Carvalho alertou que neste segundo ano legislativo o seu partido não vai admitir abusos cometidos pela bancada maioritária.
"Este ano a nossa postura deve ser diferente, vamos resistir com mais veemência a estas violações da lei," disse.
Na segunda-feira os deputados pela CASA-CE abandonaram o plenário da Assembleia Nacional porque, segundo Mende de Carvalho o grupo parlamentar pretendia, como manda o regimento interno, fazer uma declaração política, o que não lhes foi permitido pela bancada do MPLA com o beneplácito do presidente da Assembleia Nacional.
O grupo parlamentar queria que a Assembleia Nacional agendasse um debate sobre o estado da Nação.
Por isso, aquele dirigente reiterou que a atitude do MPLA no parlamento pode empurrar o partido para outras formas de luta: "Ontem abandonamos a sala mas amanhã podemos estar preparados para outras acções incluindo manifestações generalizadas".
Mendes de Carvalho abordou também o caso da detenção do jovem de 17 anos Manuel Nito Alves.
"Começamos agora a ter presos políticos menores de idade, não podemos de maneira nenhuma permitir isso,” disse Mendes de Carvalho, que concluiu: "Eu também iria falar sobre isso na minha declaração política e exigir ao executivo esclarecimentos sobre isso".

Enviar um comentário