sábado, 16 de novembro de 2013

Kopelipa impede detenção de Martins



Lisboa – Circulam em meios do regime, informações segundo as quais o Ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança da PR, Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, teria impedido iniciativas que visavam a custódia do chefe demissionário do SINSE, Sebastião José Martins e do governador de Luanda, Bento Francisco Bento, no seguimento do que aconteceu com dois activistas executados em 2012.

Fonte: Club-k.net

Consultado para o efeito, “Kopelipa” segundo as informações terá argumentado que se deveria aguardar pelo Presidente da República, que se encontra em Barcelona, tendo em conta que a posição política dos referidos quadros.
Um é membro do Bureau Político do partido governante e outro comissário-chefe (equivalente a general).
Os dois dirigentes estão a ser associados ao dossier "Alves Kamulingue e Isaías Cassule", por alegadamente tomarem conhecimento e terem ocultado sobre as execuções dois dos cidadãos, assassinados por supostos  elementos do SINSE e da DNIC.
 Nesta quinta-feira, 15, os serviços de apoio ao Presidente da República anunciaram a exoneração de Sebastião Martins do cargo de Chefe do SINSE. A medida esta a ser vista,  como passo destinado a despromove-lo de imunidades que a função lhe oferece a fim de ser ouvido pelo Ministério Público.
No momento em que os dois activistas foram executados, Sebastião Martins encontrava-se em tratamento medico no exterior, antecedido de uma autorização do Presidente da República.  Já o governador Bento Bento teria sido informado por um elemento de ligação do SINSE, tendo de seguida mantido uma posição neutra.
As autoridades, na pessoa da Procuradoria Geral da República, tencionam investigar de onde partiu a ordem da execução dos dois cidadãos nacionais. 

Enviar um comentário