domingo, 6 de outubro de 2013

Angola.Denúncia: 64 escolas públicas construídas sem fiscalização e usam betão feito com lama







Moxico - Estou agastado com esta província desde muitos anos tenho observado bastantes irregularidades na governação político-administrativa dos meus conterrâneos tchokwé, tribalistas, ambiciosos e corruptos 1.º é que empresas de fiscalização serias e fantasmas, ficaram sem receber um centavo da rede de escolas da primeira fase.

Fonte: Club-k.net
Confira o documento provincial em anexo:
Eu como funcionário de um outro corrupto, ambicioso e comissionistas  estou sem receber salário a mais de 6 meses, por causa destas brincadeiras de mal gosto, dos lideres desta província que privilegiam os seus negócios pessoais, depois os da suas famílias, namoradas e só depois é que se lembram dos Angolanos, humildes e burros trabalhadores, que fiscalizam empresas dos seus cúmplices e compassas chineses, sem quadro técnico qualificado, no sentido das sus falcatruas não saírem a superfície, mais de 8 á 10 empresas de fiscalização estão sem receber o valor das escolas já inauguradas em vários municípios e principalmente no município sede- Luena.

Todas as obras em quase todos os meses” 2.º Agora são 64 Obras sem fiscalização. Eu presenciei num dos municípios (Léua), o Nobre administrador a mandar parar a Obra porque não havia fiscalização, notamos os chineses a fazerem muitas porcarias, desde a amarração do aço, ate mesmo o betão feito com argila.
 
Meus irmãos! Já viram mesmo betão feito com lama? Ouve-se que as pessoas que estão a frente deste negócio ambicionam comer o dinheiro da fiscalização uma vez que esta fiscalização será avaliada em aproximadamente 12.000.000,00 (doze milhões de Kwanzas). Isto vezes 64 escolas daria 768.000.000,00. Au passo que as escolas passadas que ainda não recebemos será apenas  6.500.000,00. Para este caso que vemos agora na foto, a fundação desta escola esta a ser feita com uma alvenaria normal, ao invés de ser feito com blocos macis sados; isto prova que estas escolas de campanha do MPLA, será mais uma descartável, para enganar apenas o olhar escuro do povo angolano.

O mais grave é que minha família sofre com estes desrespeitos as empresas de fiscalização, trabalhar sem ser pago por 6 meses, o meu patrão é do Moxico e me joga sempre isto na cara, mesmo quando não chega o final do mês. Conheço empresas bem constituídas, e que muito trabalham e também até hoje não receberam nenhum pagamento isto é muito triste que Deus nos ajude! Angolanos autóctones.


Enviar um comentário