domingo, 6 de outubro de 2013

Secretário-Geral da UNITA Solidário com Jovens Activistas


por Maka Angola
O secretário-geral da Unita, Victorino Nhany, contribuiu, a título pessoal, com US $500 para o pagamento da caução imposta a sete jovens activistas , detidos durante uma tentativa de manifestação anti-governamental a 19 de Setembro.

Victorino Nhany, também deputado à Assembleia Nacional, junta-se assim a vários outros apoiantes que têm contribuído para o pagamento da caução, no valor de US $15,400. Entre as figuras solidárias destacam-se o antigo primeiro-ministro e secretário-geral do MPLA, Marcolino Moco, e o euro-deputado português Rui Tavares.

Em resultado da campanha de angariação de fundos, os jovens Adolfo António, Adolfo Campos, Amândio Ferreira, António Ferreira, Joel Francisco, Pedro Teka e Roberto Gamba aguardam julgamento em liberdade.

A Associação Mãos Livres e o Maka Angola divulgarão, nos próximos dias, os resultados da campanha de angariamento de fundos. Para o pagamento atempado da caução, a Associação Mãos Livres contraiu um empréstimo, que deverá pago com os valores arrecadados.

A campanha continua até à recolha integral do montante fixado pelo tribunal.

Enviar um comentário