domingo, 3 de novembro de 2013

Luanda. Semanário Novo Jornal impedido de sair à rua



Luanda. Esta semana o revista de imprensa e as principais chamadas de capa dos jornais publicados em Luanda de 1 a 2 de Novembro, não aborda o semanário Novo Jornal por o mesmo ter sido impedido de sair à rua, depois de impresso na Gráfica Lito-Tipo.
Fonte: Monacessa Distribuidora
Club-k.net
O PÁIS traz como principal chamada de capa: “MPLA apoia ‘blindagem’ a ministros”. O artigo é ilustrado com a imagem de vários ministros no Palácio Presidencial.
O jornal explica que “o partido no poder saiu em defesa do acórdão do Tribunal Constitucional sobre a fiscalização da Assembleia Nacional aos membros do Executivo. A oposição fala em golpe fatal à democracia”.
Destaca ainda: “Professor assassinado no pátio do Instituto Metropolitano”. Esta matéria está relacionada ao cidadão António Piedade que foi atingido mortalmente com um tiro no peito quando se preparava para deixar as instalações do instituto.
Outros títulos:
“PGR: Portugal sonegou arquivamento de processo”
“Muxima: Pesadelo no santuário”.
“Sérgio Raimundo: Estou a defender Quim Ribeiro a custo zero”.
O A CAPITAL traz na capa a imagem do Presidente da República com o seguinte título: “ Não fico para sempre”.
A publicação explica que “José Eduardo dos Santos voltou a abordar a questão da sua sucessão que disse ser incontornável e alvo de estudo pela direcção do MPLA: resta apenas saber como e quem o substituirá.
O jornal deu também destaque ao vandalismo que se registou no santuário da Muxima com o título: “Dor no coração: personalidades alertam para o risco de intolerância religiosa”.
Outro título:
“Kuangana exposto: partidários mostram os quatro cantos do PRS”

“Só faltava isto para nos complicar mais a vida: Fanatismos religiosos” destaca o Jornal SEMANÁRIO ANGOLENSE.
O jornal diz que “o ataque suicida que um grupo de fiéis da desconhecida Igreja Profética da Arca de Belém Judaico efectuou domingo ao Santuário da Muxima pode ser o sinal de que, entre as importações culturais a que Angola se tem sujeitado, sobretudo em face da imigração desregrada, também estará já o fundamentalismo religioso”.
Outros títulos:
“Governo do Huambo: um Muteka desaparecido” “Moçambique vive situação de guerra não declarada”
O AGORA destaca “TV Parlamento ainda sem data para o arranque”, com a imagem de membros da bancada parlamentar do MPLA.
O jornal traz ainda um interessante artigo sobre o conflito entre o Governo e a FLEC intitulado: “Cabinda: segundo a FLEC o conflito poderia ser evitado em 1975”.
Outros títulos:
“Em cada 10 pedidos de crédito, apenas um é aprovado”
“Pugilato na Cadeia Central de Luanda fere 14 reclusos”
“PR exonera vice-governador de Luanda”
“Especial Huambo: os desafios de uma província em desenvolvimento”
O JORNAL ANGOLENSE destaca “Comissão desmaiou com os desmaios”, ilustrando o texto com fotografias de Pinda Simão (ministro da Educação), Bento Bento (governador de Luanda), Fátima Viegas (socióloga) e do Comissário chefe, Paulo de Almeida (comandante da Ordem Pública).
“Manuel Vicente sondado como cabeça de lista em 2017”.
Outros títulos:
“Nzinga Baptista abandonado pelo MPLA” “Professor morto à porta da universidade”.
O FACTUAL traz a imagem do secretário para a mobilização periférica do MPLA com o título “Caso Kangamba: Polícia desconhece rede de prostituição”.
Outros títulos:
“Filhos de Savimbi apostados para substituírem Samakuva”. “Colégios extorquem estudantes”.
“Militares das FAA choram por promoção”.
“Batota Constitucional: MPLA tem medo de interpelação ao Executivo”, destaca o FOLHA 8, com a imagem do jurista Raul Araújo e da bandeira do partido no poder.
O jornal diz que “ao impedir que o Parlamento cumpra com uma das suas mais elementares e nobre funções, a fiscalização dos actos do Governo, o Tribunal Constitucional humilha o órgão de soberania por excelência e envergonha o próprio país”.
Outros títulos:
“Presidente centraliza investimentos públicos”.
“Divina clarividência do ‘escolhido de Deus’”.
“Ainda há quem não seja do MPLA?”
“Portugal arquiva processo ao PGR”
“TPI confirma recepção de queixa contra o Governo”
O JORNAL MANCHETE elegeu como título principal “Corrida ao bureau político: Camaradas disputam vaga de porta-voz”, ilustrando com fotografias de Norberto Garcia (dirigente do Comité Provincial do MPLA de Luanda), Manuel Rabelais e Carolina Cerqueira (ambos ex-ministros da Comunicação Social).
Outros títulos:
“Nova droga descoberta em Luanda”.
“Kangamba alvo a ser abatido?”
“Caixa Social e Banco Sol abandalham personalidades”
“Justiça Portuguesa larga PGR”.
O CONTINENTE destaca o conhecido empresário da juventude com o título “Justiça Brasileira decreta prisão: Barão Kangamba, um Conde mafioso na família real”.
O jornal também aborda sobre o processo movido contra o Procurador Geral da República em Lisboa com o título: “Portugal reage ao discurso do PR: Procuradoria Portuguesa arquiva processo contra o PGR”.
Outros títulos:
“Sucessão presidencial de A a Z”
“MAPTSS realiza conferência nacional de formação profissional”
“Pitra Neto encoraja jovens para enfrentarem o mercado de trabalho”
“Chefe da Casa Civil: A iniciativa privada é fundamental no aumento de emprego para a juventude”.
“Oposição contra acórdão do Tribunal Constitucional”
O espaço Revista de Imprensa resulta de uma parceria entre o Club-k e a empresa Monacessa Distribuidora. Os moradores ou empresas sedeadas em Talatona, Lar do Patriota, Kilamba, Camama e arredores interessadas em receberem jornais e revistas em casa, ao preço de capa, liguem para o 948 077 533 ou enviem um e-mail para monacessadistribuidora@gmail.com

Enviar um comentário