Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

BNA refuta informações sobre restrições de operações cambiais




O Banco Nacional de Angola (BNA) refutou hoje, quinta-feira, as informações veiculadas por alguns órgãos e redes sociais, segundo as quais terá orientado os bancos comerciais a aplicarem restrições na realização de operações cambiais e utilização de cartões de pagamento, como resultado da redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional.
De acordo com uma nota de imprensa do BNA chegado hoje, quinta-feira, à Angop, em Luanda, as referidas notícias não correspondem à verdade, na medida em que não foi emitido qualquer aviso ou instrutivo, instrumentos normalmente utilizados pelo BNA, para estabelecer regras e procedimentos a adoptar pelos bancos.
A nota esclarece ainda que no âmbito das suas atribuições e competências, definidas na Lei nº 16/10, de 15 de Julho, Lei do Banco Nacional de Angola, a instituição financeira central está a trabalhar com o Executivo, na tomada de medidas que visam mitigar os efeitos da redução do preço do petróleo nos mercados internacionais.
O Banco Nacional de Angola, enquanto supervisor do sistema financeiro, reafirma o seu compromisso em assegurar o respeito pelos direitos dos consumidores de produtos e serviços financeiros e manter a estabilidade do referido sistema.

ANGOP
ANGOLA24HORAS.COM
Imagem:

Enviar um comentário