Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Tchizé nega ter recebido 50 milhões de dólares do BESA






Lisboa -  Uma reação atribuída a  deputada angolana Welwitschea José dos Santos Pego “Tchizé”, distribuída nas redes sociais expressa a sua lamentação respeitante a recentes denuncias de Paulo Morais, o Vice-Presidente da representação em Portugal  da “Transparência Internacional” que acusa a ela e ao seu irmão (Coreon Dú) de se  terem beneficiado de um crédito de 50 milhões de dólares do banco BESA, o actual Banco Económico.

Fonte: Club-k.net

O Club-K teve acesso a reação da mesma que publica na integra:
“Caros amigos. Estou a ser mais uma vez vitima de uma situação lamentável. Nunca tive conta no Banco BES Portugal e NUNCA pedi nenhum empréstimo ao BESA Angolano, actual Banco Económico.  Acusam-me de forma irresponsável e caluniosa a mim e ao meu irmão Coreon Dú, de termos “ido buscar” 50 milhões de dólares ao BESA, ou BES, para comprar propriedades em Portugal.
Obviamente que o nosso trabalho em prol da defesa dos interesses da Juventude e mulheres angolanas, da cultura nacional e do empreendedorismo jovem está a incomodar algumas pessoas, que não vêm outra saída senão inventarem factos e tentarem envolver-nos em escândalos para nos denegrirem e afastarem de nós aqueles que acreditam no nosso empenho em sermos angolanos de bem, honestos que lutam para empreender de forma honrada, tendo sempre em mente os valores que nos são intrínsecos e que quem nos conhece sabe que nunca esqueceremos.
Obrigada a todos os que me endereçaram palavras de apoio e que acreditam em nós. "Só se atiram pedras a árvores que dão frutos". Estas atitudes apenas nos fortalecem e nos demonstram que estamos no caminho certo, se não havia gente preocupada em atacar-nos desta forma. Por favor, reencaminhem a todos os angolanos de bem que conhecerem. Estamos Juntos! Tchizé”

Enviar um comentário