terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Portugueses em Angola não conseguem transferir dinheiro para Portugal




Há centenas de trabalhadores portugueses em Angola que não estão a conseguir enviar dinheiro para Portugal. Albano Ribeiro, presidente do Sindicato da Construção de Portugal diz que as empresas têm dinheiro, mas nestes tempos de crise em Angola por causa da queda do preço do petróleo a dificuldade em transferir os ordenados agravou-se.
O sindicato vai pedir uma reunião urgente ao embaixador de Angola em Lisboa.
A economia angolana está a sofrer o impacto da quebra do preço do petróleo. O orçamento que tinha por base uma determinada receita conseguida com a venda do petróleo está já praticamente reduzido a metade. Os portugueses que trabalham em Angola estão já a ter problemas no envio de dinheiro para Portugal e alguns que vieram passar o Natal a casa já não regressaram.
O Sindicato da Construção de Portugal diz que tem centenas de trabalhadores em Angola que não conseguem receber os ordenados e transferir dinheiro para as famílias em Portugal.
Albano Ribeiro afirma que as empresas têm dinheiro, mas devido à crise da economia angolana há cada vez mais dificuldades em enviar dinheiro para bancos portugueses. O sindicato tem recebido muitos e-mails e telefonemas.
Ouvido pela TSF, o presidente da Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário admite preocupação com a situação angolana. Reis Campos não exclui que seja verdade aquilo que diz o sindicato, mas explica que contatou com algumas empresas em Luanda e nenhuma lhe relatou este problema.
Para as empresas de construção civil em Angola, a situação é de esperar para ver. Ainda não há atrasos nos pagamentos às empresas portuguesas, mas há muita preocupação.
TSF
ANGOLA24HORAS
Enviar um comentário