segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Luanda. Familiar de Quim Ribeiro sofre atentado





Lisboa - Um sobrinho do comissário “Quim” Ribeiro, de nome Adilson Correia (na foto) foi atingido com três disparos de armas de fogo, na passada quinta-feira (19), em Luanda quando se fazia transportar numa viatura pertencente ao primo, “China” Ribeiro, filho do ex-comandante.
Fonte: Club-k.net
Tudo aconteceu quando dois elementos transportados numa motorizada abriram fogo contra a viatura de Adilson Correia quando este saia de uma agencia do Banco Millennium no Benfica. Nas mediações do Belas Shopping, Adilson seria atingido por uma terceira bala que lhe deixara paralisado naquela localidade. Os meliantes dirigiram-se a ele e  exigiram o embrulho que, este trazia consigo do banco.
Já Meio inconsciente, Adilson Correia telefonou para os familiares que o levaram para uma clinica em Luanda, onde na manha de sexta feira seria submetido a uma intervenção cirúrgica.
De acordo com dados preliminares das investigações, um dos elementos, neste caso o condutor da motorizada, foi já identificado por intermedio das câmaras do banco. No momento em que a vitima estava no Banco, o mesmo já se encontrava na agencia segundo verificação pelas câmaras de segurança. O outro cúmplice estaria escondido na parte de fora aguardando.
A ocorrência do incidente deu inicialmente azo há suspeitas de que o atentado seria premeditado contra a “China” Ribeiro que é tido como o braço direito do seu pai, Joaquim Ribeiro. Desde a prisão do ex- comandante de Luanda, aquela família é citada em episódios de perseguição. Para o caso do Adilson, o corpo clinico foi solicitado pela família a reforçar a segurança da clínica, para que não se corra o perigo de os criminosos voltarem.

Enviar um comentário