segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Luanda. Tempos de trevas aproximam-se - Raul Diniz




Malanje – Ninguém escreveu e também ninguém falou ou nada disse acerca do desenfreada estado de violência gratuita adotada pelo regime do ditador JES para imolar em fogo abrasador o nosso pacifico povo. Apesar de todos sabermos as reais motivações dessa demoníaca violência, ainda assim toda boca se cala e de joelhos glorificam os feitos do desalmado tirano que satanás colocou como presidente da morte e das riquezas dos angolanos.

Fonte: Club-k.net

Até a igreja angolana dita de cristo se rende aos pés do anticristo JES, só mesmo Deus para ter misericórdias pela enegrecida alma perdulária dos prelados e doutos pastores e bispos que apoiam essa carnificina desencadeada pela agoniante ditadura que se prepara para tornar-se falecida no nosso solo pátrio.

IGREJA APOSTATA

 A decadência do pensamento dos bispos da CEAST é comprometedor ao extremo por estar a tornar-se perigoso pelo silencio exasperantes de suas atitudes enquanto pastores! Ao invés de pregadores da palavra da salvação transformaram-se em lideres da apostasia da igreja cristã, eles tornaram-se autênticos fariseus e em auxiliares da matança daqueles que sequer foram ainda salvos.

Na verdade o clero católico nada faz para eventualmente ajudar a desencorajar o desalmado presidente a deixar o povo em paz, prestar contas pelo desregrado tratamento que ele dá a todos nós!

Existe sim um certo grupo de sacerdotes ligados à liderança da igreja católica que são integralizados ao regime e por essa razão acobertam as diversificadas maldades do regime que são sustentadas com mentiras, e em troca recebem as benesses das mãos amaldiçoadas do velho ditador. Esse grupo de bispos e padres conotados com o regime é comandado pelo padre Apolinário irmão do antigo secretário geral do partido de JES João Lourenço.

O mais alarmante é vermos lamentavelmente quase toda uma igreja evangélica agachada, dobrada sobre si, e com as mãos em riste adulam o famigerado ditador mentiroso, essa submissa confraria de pastores apostatas mendigam ajoelhados aos pés do acuado filho das trevas suplicando-lhe migalhas para Gaudio deles por ficar garantida a edificação dos seus patrimônios financeiros pessoal ilegalmente conseguido.

O SÃO JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS O PREFEITO DA IGREJA SATÂNICA MANDA E CONSAGRA SACERDOTES DENTRE O PRELADO BAJULADOR ANGOLANO!

Pelo recebimento de elevadas quantias em dólares dentre outras benesses como a de pertencer ao conselho da presidência da republica, esses pastores e reverendos filhos do alheio veneram o ditador por um lado, e por outro lado eles subalternizam a igreja de Cristo as vontades do demolidor de almas, deixando mesmo o tirano governar a casa de oração de Deus ao seu bel prazer, com total permissão de a sua vontade imiscuir-se nos assuntos da soberania Divina, e, sobretudo permitem-no levar a corrupção e a miséria espiritual ao campus divino!

Posso afirmar sem rodeios e sem medo de errar, sem equívocos e com toda verdade, que igreja dirigente do país ruiu e saiu do seu sacro mandamento de pregar o evangelho, batizar e salvar almas, a igreja cristã tem sido sistematicamente aposta na sua caminhada rumo ao nada, e a garantia de que a igreja se tornou um circo de vaidades e de atitude verdadeiramente bajuladora é uma verdade real.

Pessoalmente reconheço que a igreja cristã de hoje precisa de facto converter-se dos seus maus caminhos, e aos pés do salvador rogar perdão por colocar as ovelhas do Deus Altíssimo em debandada.

Também tem de sair dos caminhos da iniquidade retirando-se da tutela do terrorista politico e selvático bandido ditador José Eduardo dos Santos que de santo nada tem. Por outro lado pode-se infelizmente considerar igreja evangélica de hoje uma organização que vive em fel de amargura e em laço de iniquidade, por isso ela necessita de ser salva pelos seus melhores pastores.

O POVO VIVE DE HUMILHAÇÃO EM HUMILHAÇÃO, NINGUÉM O SALVA DAS INJUSTIÇAS PRATICADAS PELO "SOBERANÍSSIMO" (REI EDUARDO ÚLTIMO).

A desordem é tamanha e as violações do direito da nossa cidadania são tão evidentes, e de tal forma violentados, que mais ninguém acredita que essa situação de desamor entre o povo e o ditador se venha a alterar.

Para onde vamos apenas uma pessoa não sabe, essa pessoa inocente é nada menos e nada mais que o nosso amoroso querido e estimado presidente ditador, o nosso verdugo real, sua senhoria o “rei EDUARDO ULTIMO” que a muito vai nu! O país sequestrado e manietado pelo ditador e pela sua família gerou um outro país, o país politico fora substituído pelo país militarizado.

Aconteceu à gota de água que faltava para que tudo resvalasse para o abismo, consagrou-se e solidificou-se a rotura politica absoluta, não existe mais a possibilidade de um saudável relacionamento entre o ditador e a sociedade civil, não há retorno permeável entre a ditadura e a democracia completara-se o ciclo final, por completo cessou definitivamente o passível relacionamento de paz e respeito entre o ditador e o pacifico povo nacional.

A humilhação é generalizada, alguém me diga o que falta acontecer mais na nossa terra para que tenhamos a decência de sair em socorro daqueles que não têm voz e que por tuta e meia são violentamente sovados as claras por uma policia que deveria encontrar-se noutra barricada.

Essa policia dita nacional só poderia seguir os caminhos da verdade e da decência para defender a liberdade e a ordem democrática. Num país em luta a policia deveria defender com exclusividade o povo e nunca sair em defesa de um opressor maníaco que dia a dia se transforma no monstruoso ditador obsessivo e manipulador.

AS BAJULAÇÕES DOS ADULADORES DE PLANTÃO E A INTOLERÂNCIA POLITICA SÃO PRATICAS CONSTANTES NO INTERIOR DO REGIME DO DITADOR MANIACO INDECENTE.

Toda direção do MPLA/JES é omissa, ninguém quer olhar de frente a situação com olhos de ver, porem ninguém escapa da responsabilidade do crescente estado de intolerância politica a que chegamos, mas todos mesmo, e sem exceção alguma somos responsáveis desse estado de coisas que se passam na nossa terra.

Apenas uma ressalva, o único que não possui culpa alguma do estado doloroso em que somos tratados é o nosso saudoso e adorável guia imortal da mortandade infinita, o presidente da ditadura José Eduardo dos Santos.

Esse homem correto de ideias claras, de elevados sentimentos marcadamente altruístas, e de uma sanidade mental dócil e civilizada, esta isento de qualquer culpa, ele é santo e definitivamente nobre de sentimentos, honesto e verdadeiramente DEMOCRATA.

Sinceramente estou estupefato com o ensurdecedor silêncio cínico dos nossos arautos nacionalistas ditos defensores do povo que, o abandonaram na altura em que o povo mais necessita de ajuda. Esses sinistros cobardes alienados pela propaganda mentirosa e pelas benesses ganhas do regime embarcaram a muito no navio das maravilhas tripulado pelo patrocinador da nossa desgraça nacional, o ditador José Eduardo dos Santos, o nosso adulado presidente mentecapta.

Esses senhores outrora tratados como cachorros vira latas, hoje o adulam JES com galanteios bajuladores estrondosamente escandalosos, como forma de agradecerem o ditador por tê-los comprados com dinheiro que a eles por direito lhes pertence.

A ENDEMIA VISCERAL DO REGIME ESTA LATENTE

O regime com toda certeza caminha para a sua galopante autodestruição, nada mais é como antes, JES caminha a passos gigantescos rumo a sua vergonhosa destituição! Eduardo dos Santos não tem sabido fazer uma leitura renovada e sabia do evoluir dos tempos, ele parou no tempo e nada mais sabe do que se passa realmente em torno de si mesmo por estar a demasiado tempo poder, ele pensa que poderá ainda manobrar a seu bel prazer à vontade de todo um povo que o quer ver longe para se tornar livre para realizarmos na nossa terra um novo país, sábio e feliz sem JES e sem a sua família composta de indecorosos gatunos e de endiabradas ladras compulsivas.

Os Bajuladores de Eduardo dos Santos sabem que o país esta doente, JES não tem mais ninguém em sã consciência para alertá-lo da periclitante e perigosa situação que a sua vida e de seus filhos e filhas correm nos tempos de hoje.

Toda comunidade nacional e internacional a muito já perceberam que o regime de JES chegou ao fim, é tudo uma questão de tempo muito curto, pois o regime está desgastado e com os dias contados, por sofrer de uma enfermidade endêmica tão maligna quanto os canceres de que padece o nosso ditador de estimação.

FINALMENTE O FIM ESTA A VISTA DE TODOS

Estamos a atravessar a velocidade cruzeira o fim de um tenebroso ciclo de poder absoluto, e como se sabe, tudo que funciona com total absolutismo funciona mal, quem confiaria em sã consciência no regime atual?

JES e sua família composta de filhas e filhos e genros estrangeiros nunca confiaram no nosso povo e com ele nunca conviveram de perto, por outro lado o povo não acredita e muito menos confia em JES e nas suas filhas e filhos e demais familiares aventureiros. O capitulo seguinte da nossa história será com toda certeza escrito sem a presença de JES, família e sem amigos bajuladores mais próximos.

A VERDADE QUE O REGIME NEGA, MAS QUE O FAZ ESCONDER OS OLHOS DEBAIXO DA AREIA COMO FAZ O AVESTRUZ.

Sem falsas modéstias temos de encarar com realismo o momento que o país e o povo angolanos atravessam!

Não é demais lembrar os assassinatos cometidos pelo regime, às muitas perseguições levadas a cabo contra a imprensa livre e democrática, as vás tentativas de anular o pensamento de liberdade dos homens da imprensa independente, sem claudicarmos da nossa paciência, tenhamos lá a paciência desculpem-me desde já o pleonasmo, mas sinceramente como podemos aceitar a prisão do nosso camarada e amigo Rafael Marques?

Vamos ficar mesmo assim calados meus camaradas? Essa seborreia politicas a Lá JES tem de terminar com uma ida as ruas reivindicarmos a passagem do país politico e econômico das mãos sanguinárias do ditador para as mãos do povo.

Temos que constatar que os recentes acontecimentos têm marcado a agenda politica no sentido de termos a obrigação de vislumbrarmos uma saída politica para o país, que seja diferenciada da dos atuais donos da nossa terra.

Angola precisa nascer de novo e crescer em sentido contrário ao do atual crescimento negligente e demencial! Os atuais detentores do poder totalitário em Angola precisam urgente sair de cena.

Angola e os angolanos merecem isso, todos desejamos um novo tempo venha a acontecer que traga uma nova aliança entre os políticos e o povo. Se o povo angolano for banhado em novas águas e se revestir-se de um agradável refrigério que lhe traga uma esperança renovada, então o povo não sucumbira jamais pelo simples facto de estar ressabiado e capaz de lutar pelo seu bem estar social.

Temos por outro lado, que salvar do perigo iminente todos aqueles que amam cegamente o MPLA/JES, tira-los atempadamente do “desnorte” e posiciona-los na nova caminhada rumo à liberdade.

Enviar um comentário