quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Luanda. William Tonet escapa a atentado





Lisboa – O Jornalista William Tonet saiu ileso de um atentado atribuído a soldados da UPG, na noite desta terça-feira quando saía da Universidade onde dá aulas no bairro Morro Bento.
Fonte: Club-k.net
De acordo com o director adjunto do Folha8, Felix Miranda “Uma viatura com homens fortemente armados, vinha em sentido contrário, nas imediações do Morro Bento, quando William Tonet saía da Faculdade.” “Chocaram o carro de propósito, desceram da viatura em que se faziam transportar, apontaram armas e deram empurrões de forma ameaçadora” Explicou acrescentando que os supostos soldados da UGP, “Puseram-se em retirada, quando pessoas se aproximaram do local. A viatura de William Tonet ficou totalmente danificada na parte frontal.”
Após a recuperação do susto, Willian Tonet tranquilizou a sociedade deixando a seguinte mensagem no seu facebook. “A UGP mais uma vez tentou matar-me agora no Morro Bento, saía da faculdade e vinham em sentido contrário. Partiram carro todo parte da frente. Apontaram -me armas para não os perseguir e fugiram. Quase não tem concerto o carro. Ainda assim vamos continuar a resistir.”
De recordar que nos últimos tempos tem aumentado o cerco contra jornalistas e activistas críticos ao regime angolano. No passado dia 20 de Setembro, três jornalistas (Rafael Marques, Coque Mukuta e Alexandre Solombo) foram espancados e presos pela polícia quando entrevistavam um grupo de jovens que acabavam por receber as suas guias de soltura pelo tribunal. A Polícia acabou por prender todos eles e alegou ter prendido os jovens por suposto distúrbios em frente ao tribunal.

Enviar um comentário