segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Agricultores de Benguela deitam produção no lixo por falta de escoamento




Governador promete fábrica de transformação de ananás.
Sem mercado para milhares de toneladas de ananás, agricultores do município do Bocoio pressionam o Governo de Benguela para a construção da fábrica de transformação prometida há vários anos. Num frente-a-frente com o governador Isaac dos Anjos recentemente,  o representante de uma cooperativa de agricultores alertou que o lixo tem sido o destino do excedente da produção.

VOA

Continua em alta a produção de ananás no município do Bocoio, que dista a 110 quilómetros da cidade de Benguela. Nem mesmo o recurso a outros mercados, entre os quais o do Cunene, alivia o problema da comercialização.
As súplicas do produtor Simão Cavalo, representante da cooperativa da Tola, são a demonstração de que a fábrica pode ser a resposta às perdas de enormes quantidades da fruta tradicional do Bocoio.
Perante este cenário, há quem sugira a criação de uma reserva alimentar, também devido ao espectro de crise que resulta do período de estiagem
Por seu lado, o governador Isaac dos Anjos diz que a fábrica de transformação está condicionada ao equipamento que o fornecedor se propõe apresentar 
Enquanto isso, os agricultores do Bocoio dizem que o lixo tem sido o destino para o excedente da produção.
João Marcos

Enviar um comentário