Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Luanda. Por cá a procuradoria decidiu fazer ameaças aos jornalistas


Apesar do estagio mais avançado da democracia, alguns dos problemas da actualidade portuguesa são tão parecidos com os nossos... Todos em Portugal discutem e criticam as criticas do primeiro ministro aos juízes do tribunal c0onstitucional. Por cá a procuradoria decidiu fazer ameaças ao jornalistas de um jornal por estes terem pedido celeridade para os problemas. Por que carga de água os órgãos de justiça não podem ser criticados? Sinto alias que quanto mais se grita tanto lã como cá mais se vê o lado politico dos órgãos de justiça. Sempre achei lá e cá que os órgãos de justiça e os juízes têm poderes a mais, melhor dito muito poder sem qualquer fiscalização e cheios de tiques de autoritarismo. Deveria existir uma entidade fiscalizadora de juízes que não fosse constituída só por juízes, porque ai- como acontece- tudo acaba num gigantesco corporativismo. Procuradores e juízes são humanos, falham, têm sentimentos, deixam-se influenciar e são influenciáveis. Não são Deuses, nem semideuses e muito menos donos da verdade. E nós vamos direitinho por esse caminho.
In Ismael Mateus.Facebook
Enviar um comentário